O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
21 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Internacional

Internacional

Zimbabwe: Detenção de activistas ameaça governo

Zimbabwe: Detenção de activistas ameaça governo

Acusadas de tentativa de conspirar para derrubar Mugabe

Ler mais...
Pedro Pires presente na tomada de posse de Zuma

Pedro Pires presente na tomada de posse de Zuma

A ida visa reforçar as relações de amizade e cooperação.

Ler mais...
Europa enfrenta perigo de crise social

Europa enfrenta perigo de crise social

Provocada pelo aumento do desemprego

Ler mais...
Escolhido para o

Escolhido para o "melhor emprego do mundo" é conhecido quarta-feira

O emprego consiste em guardar uma ilha paradisíaca na Austrália.

Ler mais...
RAS: É preciso redefinir o conceito de “órfão”

RAS: É preciso redefinir o conceito de “órfão”

'A existência de pais vivos na maioria dos casos sugere que é inapropriado considerar esses lares como arranjos permanentes que requerem intervenção ou dissolução', disse ela.

Turquia: Homens mascarados matam 44 pessoas

Turquia: Homens mascarados matam 44 pessoas

Homens mascarados mataram 44 pessoas, principalmente mulheres e crianças,

Ler mais...

Espanha: 16 detidos por pornografia infantil na internet

A polícia espanhola deteve 16 pessoas, entre elas um professor e um militar, numa operação contra a pornografia infantil

Ler mais...
Julgamento de Charles Taylor recomeça a 29 de Junho

Julgamento de Charles Taylor recomeça a 29 de Junho

O Tribunal Especial para a Serra Leoa marcou para 29 de Junho o reinício do processo por crimes de guerra e contra a humanidade do ex-Presidente liberiano Charles Taylor, que deve ser o primeiro a testemunhar. "Uma data razoável e adequada para a apresentação dos argumentos da defesa é segunda-feira 29 de Junho de 2009 e ordenamos que assim seja", declarou o juiz Richard Lussick em Haia. O advogado de Charles Taylor indicou em Março que o antigo Presidente da Libéria, de 61 anos, será "a primeira testemunha" a apresentar pela defesa. "Posso antecipar que ele estará na barra das testemunhas durante alguns meses", declarou durante uma conferência de imprensa em Freetown. "Ele está impaciente para rectificar o que foi dito" pelas testemunhas de acusação, adiantou. Segundo a acusação, Charles Taylor, que se declara inocente, dirigia os rebeldes da Serra Leoa do RUF que destruiu este país entre 1991 e 2001 para controlar os seus recursos, nomeadamente os diamantes. O conflito causou 120 000 mortos e milhares de mutilados. O julgamento começou a 07 de Janeiro de 2008. O procurador, que chamou 91 testemunhas, acabou de apresentar a argumentação a 27 de Fevereiro.

Turquia: Tiroteio em festa de casamento resulta em 41 mortos

Pelo menos 41 pessoas foram mortas hoje, num tiroteio numa festa de casamento numa aldeia do Sudeste da Turquia de maioria curda, afirmou um responsável local. Três pessoas ficaram feridas no ataque à aldeia de Bilge, acrescentou um responsável do gabinete do governador local que pediu o anonimato. Não há qualquer informação oficial sobre a autoria do tiroteio. Rebeldes separatistas curdos estão activos há 24 anos no Sudeste da Turquia, onde são frequentes os ajustes de contas sangrentos.

Fundação Bill Gates investe 75 mil euros na saúde

Fundação Bill Gates investe 75 mil euros na saúde

Os projectos - que visam desenvolver soluções inovadoras.

Ler mais...
Supremo devolve caso polémico de Janet Jackson

Supremo devolve caso polémico de Janet Jackson

Para ser avaliado à luz de uma nova jurisprudência

Ler mais...
Mulher do Primeiro-ministro italiano quer divórcio

Mulher do Primeiro-ministro italiano quer divórcio

Veronica Lario, segunda mulher do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, anunciou no domingo que quer o divórcio, ao fim de 19 anos de um casamento de que resultaram três filhos, cansada dos namoricos do marido. Antiga actriz que durante anos viveu uma vida separada do marido, raramente participando em eventos oficiais, Veronica Lario informou à agência noticiosa italiana Ansa que contratou um advogado para tratar do divórcio com o magnata que se tornou político. "Fui forçada a tomar essa decisão", disse também ao jornal La Stampa. Em resposta, Berlusconi afirmou: "Trata-se de um assunto pessoal que me penaliza, é da esfera privada e não devo falar sobre isso." Na semana passada, Veronica manifestou publicamente o seu protesto em relação à notícia de que o partido do marido estava a seleccionar candidatas ao Parlamento Europeu entre artistas e estrelas da televisão. "A impudência e a desvergonha do poder ofende a credibilidade de todas as mulheres, prejudica as mulheres em geral e em especial as que lutaram para defender os seus direitos", disse Veronica. A mulher de Berlusconi censurou a presença do marido no 18.º aniversário de uma jovem em Nápoles, afirmando que estava surpreendida, já que "ele nunca esteve presente em nenhum 18.º aniversário dos filhos, mesmo tendo sido convidado". A rapariga, Noemi Letizia, foi citada como tendo chamado "papi" (papá) a Berlusconi e foi fotografada com um colar de ouro e diamantes que este lhe terá oferecido. Não foi a primeira vez que Veronica, habitualmente reservada, sentiu necessidade de manifestar os seus sentimentos em público. Há dois anos, Veronica recebeu um rápido e público pedido de desculpas por parte de Berlusconi após ter escrito uma carta aberta no jornal La Repubblica - de tendência de esquerda, fortemente crítico em relação ao primeiro-ministro - a queixar-se de ele ter dito à estrela da televisão Mara Carfagna: "Se eu não fosse casado, casava-me imediatamente contigo." Mara Carfagna é a actual ministra para a Igualdade de Oportunidades do Governo de Berlusconi. Veronica e Sílvio conheceram-se em 1980 e casaram-se oficialmente dez anos depois, tendo três filhos na casa dos vinte anos. Berlusconi tem dois filhos do primeiro casamento. A união de Sílvio com Veronica tem sido objecto de rumores de mau relacionamento - os dois não vivem juntos e ela é raramente vista com ele. No entanto, o primeiro-ministro tem sido lesto a dar resposta às críticas recentes da mulher. Berlusconi disse que o plano de transformar actrizes e modelos em eurodeputadas tinha sido uma invenção da oposição e dos media de esquerda. Quando a lista oficial de candidatos foi apresentada na quarta-feira, nela constava o nome de uma antiga Miss Itália, mas outros nomes anunciados não foram confirmados. Quanto ao seu encontro com a jovem napolitana de 18 anos, Berlusconi explicou que se tratava da festa de aniversário da filha de um amigo e, como se encontrava em Nápoles, passou por casa dele "para erguer a taça". Berlusconi também levantou suspeitas públicas sobre a fidelidade de Veronica quando, em 2003, correram rumores que a ligavam a um professor universitário de filosofia, Massimo Cacciari, de tendências de esquerda. Numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro dinamarquês Anders Fog Rasmussen, Berlusconi comentou, para surpresa do visitante e dos jornalistas: "Estou a pensar em apresentá-lo à minha mulher, porque é muito mais simpático do que Cacciari." O comentário terá enfurecido Veronica Lario.

Itália: Está detido um dos mais poderosos chefes da máfia

Itália: Está detido um dos mais poderosos chefes da máfia

Um dos chefes da Camorra, Raffaele Diana, foi detido em Casal di Principe, na região de Caserte, em Itália, ao fim de seis anos sem rasto do seu paradeiro, anunciou esta segunda-feira  a agência de notícias italiana Ansa. Raffaele Diana, 56 anos, chefe do clã Casalesi, considerado um dos mais poderosos e sanguinários da Camorra, a máfia napolitana, integrava a lista dos 30 fugitivos mais perigosos de Itália, disse a Ansa. O suspeito foi descoberto num esconderijo num apartamento em Casal di Principe e na operação foram ainda apreendidas duas armas, um silenciador e munições. O proprietário do apartamento também foi detido, de acordo com a agência noticiosa italiana.

Índia: Autocarro cai num rio e faz 21 mortos

Índia: Autocarro cai num rio e faz 21 mortos

A polícia informou que pelo menos 21 pessoas morreram e sete ficaram feridas,

Ler mais...
Popularidade de dirigentes russos está em queda

Popularidade de dirigentes russos está em queda

A popularidade do Presidente russo, Dmitri Medvedev, e do primeiro-ministro Vladimir Putin começou a descer, atingindo níveis nunca vistos, segundo uma sondagem do Levada-Tsentr.A popularidade de Vladimir Putin também está em queda. Se, em Setembro de 2008, 88 por cento dos russos apoiavam a política do primeiro-ministro, em Abril de 2009, esse número desceu para 76 por cento.  Ao mesmo tempo, diminui o número dos que consideram que a Rússia “avança pelo caminho certo”. Se em Outubro de 2008, a política do Governo russo gozava do apoio de 53 por cento dos inquiridos, no mês passado, ele desceu 43 por cento.

Obama salva Chrysler casando-a com a Fiat

Obama salva Chrysler casando-a com a Fiat

O presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou quinta-feira a declaração de falência da construtora automóvel Chrysler e, simultaneamente, uma aliança com a FIAT para assegurar a sobrevivência do grupo norte-americano e fazer dele o sexto a nível mundial. A operação de salvação de uma das três grandes construtoras de Detroit prevê uma tomada de participação inicial de 20 por cento que pode subir até aos 35 por cento da Fiat na Chrysler, uma outra de 8 por cento do governo norte-americano (uma sua intervenção histórica na indústria automóvel) e uma de 2 por cento do governo canadiano, indicou a Casa Branca. Um novo fundo para garantir a cobertura de saúde dos reformados da Chrysler receberá 55 por cento. O governo norte-americano declara-se pronto a conceder 8 mil milhões de dólares suplementares à sobrevivência da Chrysler, durante a declaração de falência e depois. Segundo altos responsáveis da administração, o plano não prevê a supressão de empregos. O objectivo de Washington, segundo fontes oficiais, é assegurar que a falência dure entre 30 a 60 dias, um período curto e "cirúrgico". Esta declaração de falência não é "um sinal de fraqueza, antes mais um passo na via claramente traçada que leva à sobrevivência da Chrysler", disse Obama. Como a administração tem os sindicatos e os principais credores do seu lado, "este processo será rápido, será eficaz, destina-se a tratar com os últimos refractários (nos termos actuais da reestruturação) e será controlado", disse. Quanto à parceria com a Fiat "há grandes hipóteses de sucesso", assegurou. Segundo um comunicado da Casa Branca, a Fiat vai oferecer à Chrysler o acesso à sua rede de distribuição mundial, graças ao seu know-how tecnológico e construir nas fábricas norte-americanas novos veículos que consumam menos e respondam melhor à procura do momento. Com 38 mil trabalhadores nos Estados Unidos, a Chrysler, vítima tal como o "número um" norte-americano General Motors da crise económica, da queda das vendas e dos seus erros estratégicos, bate-se há meses pela sobrevivência. Seguindo a orientação da administração Bush, o governo Obama aceitou vir em auxílio da Chrysler que recebeu quatro mil milhões de dólares. Em troca da manutenção da ajuda federal, Chrysler e GM (General Motors) tiveram de apresentar planos de reestruturação drásticos. Obama deu até hoje à Chrysler, e um mês mais à GM, para apresentarem projectos de que voltariam a ser viáveis e não teriam mais necessidade do dinheiro dos contribuintes. Os sindicatos assim como os grandes bancos fizeram concessões. Contudo, na quarta-feira, véspera do prazo governamental, as últimas negociações sobre as dívidas da Chrysler falharam. Segundo um alto responsável da administração, uma parte dos credores da Chrysler recusaram a oferta do Tesouro de receber 2,25 mil milhões de dólares em dinheiro vivo em troca de anular os 6,9 mil milhões da dívida. O governo chegou então à conclusão que a melhor solução para a Chrysler era prosseguir os esforços de reestruturação colocando-a sob a protecção ao abrigo do capítulo 11 da lei de falências dos Estados Unidos. Todavia, Obama, confrontado com a pior recessão desde os anos 30, é acusado pelos seus adversários de um intervencionismo sem precedente nos assuntos económicos.  

China: Explosão em fábrica de pirotecnia mata treze pessoas

Uma explosão numa fábrica ilegal de pirotecnia na China matou 13 pessoas e feriu duas, refere este domingo a agência de notícias chinesa. Segundo a mesma fonte, a força da explosão destruiu três salas numa casa alugada na província oriental de Shandong, danificando as casas vizinhas ao ponto de ser confundida por algumas pessoas como um terramoto. Enquanto a polícia procura a pessoa que tinha alugado a habitação, os vizinhos afirmam que nunca suspeitaram que ali existisse uma fábrica de pirotecnia. Os fogos de artifício são um negócio importante na China, mas a segurança é muitas vezes descurada. Em Fevereiro passado, um hotel de Pequim que ainda estava em construção foi destruído por um incêndio que começou numa fábrica de pirotecnia que funcionava sem licença.

Criadores de porcos e polícia envolvem-se em confrontos no Egipto

Violentos confrontos registaram-se hoje na capital do Egipto entre criadores de porcos e polícias, que tentaram apreender animais destinados a abate para prevenir o contágio da gripe A (H1N1), de origem suína. Entre trezentos e quatrocentos habitantes do bairro de Manchiyet Nasr lançaram pedras e garrafas aos polícias que ali se deslocaram a meio da tarde. Em resposta, centenas de agentes anti-motim responderam com gás lacrimogéneo e balas de borracha contra os manifestantes, na sua maioria jovens. O Governo ordenou na quarta-feira o abate de 250 mil porcos criados no Egipto, uma medida que pretende evitar a epidemia, embora nenhum caso da doença tenha sido detectado no país e a Organização Mundial de Saúde ainda não tenha registado nenhum caso de contágio directo entre um animal e um ser humano.

Obama culpa "especuladores" pela falência da Chrysler

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, considerou esta quinta feira que a Chrysler entrou em falência por culpa de "um grupo de especuladores", num discurso em que anunciou um acordo entre a empresa norte-americana na falência e a italiana Fiat.Obama afirmou que, apesar da Chrysler ter cumprido as exigências impostas pelo governo dos Estados Unidos para receber apoios estatais, foi obrigada a declarar falência por causa de "um pequeno grupo de especuladores", referindo-se aos fundos de investimento que chumbaram um acordo extra-judicial de perdão de parte da dívida da construtora.O acordo permitiria aos fundos - credores da Chrysler - receber 2,5 mil milhões de dólares em dinheiro vivo em troca do perdão de 6,9 mil milhões de dólares da dívida. A recusa precipitou a falência da empresa,esta quinta feira anunciada.Segundo Obama, os fundos "exigiam o dobro", do solicitado por outros credores.Obama acusou estes credores de esperar que "todos fizessem sacrifícios, enquanto eles não faziam nenhum".Os fundos detêm cerca de 30 por cento da dívida da Chrysler. As instituições bancárias que detinham os restantes 70 por cento aceitaram o acordo.Barack Obama anunciou oficialmente o acordo entre a Fiat e a Chrysler, que permite à norte-americana utilizar as plataformas da Fiat para a construção de pequenos veículos para venda nos Estados Unidos.Segundo afirmaram fontes do governo dos Estados Unidos à imprensa internacional, o acordo permite à Fiat ficar com uma participação de 20 por cento na Chrysler, um acordo "com o apoio do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos", segundo um comunicado da construtora americana.Durante o processo de falência, que deverá durar entre 30 a 60 dias, o estado americano vai conceder à Chrysler ajudas entre três e 3,5 mil milhões de dólares. 

Gripe Suína: Casos confirmados e suspeitos no mundo

Lista de casos confirmados e suspeitos no mundo da gripe humana de origem suína, oficialmente designada como gripe A (H1N1):México: 12 mortos e 260 casos confirmados.Estados Unidos: 1 morto e 118 casos confirmados. Alemanha: 3 casos confirmados, 3 suspeitos. Áustria: 1 caso confirmado.Canadá: 32 casos confirmados.Costa Rica: 2 casos confirmados.Reino Unido: Oito casos confirmados, 76 suspeitos.Espanha: 13 casos confirmados, 84 pessoas em observação.Israel: 2 casos confirmados.Nova Zelândia: 10 casos confirmados, 56 potenciais em avaliação.Holanda: 1 caso confirmado.Peru: 1 caso confirmado.Suíça: 1 caso confirmado, 26 suspeitos.África do Sul: 2 casos suspeitos.Austrália: 114 casos suspeitos.Bélgica: 24 casos suspeitos.Brasil: 2 casos suspeitos, 20 pessoas em observação.Chile: 20 casos prováveis sob vigilância.Colômbia: 59 casos sob observação.Coreia do Sul: um caso provável e cinco suspeitos.Dinamarca: quatro casos suspeitos.França: 20 casos suspeitos.Hong Kong: 4 casos suspeitos.Itália: 20 casos suspeitos.Irlanda: 3 casos suspeitos.Japão: 1 caso suspeito.Suécia: Cinco pessoas sob observação.Venezuela: Nove casos suspeitos.

Mulher de Raila Odinga apoia greve de sexo

A mulher do primeiro-ministro do Quénia apoiou quinta-feira a greve de sexo de milhares de mulheres quenianas, em protesto contra as divisões surgidas entre o marido e o presidente do país.Membros da Organização de Desenvolvimento das Mulheres sustentam que o primeiro-ministro Raila Odinga e o presidente Mwai Kibaki estão amuados por questões de protocolo e precedência, em vez de se preocuparem em terminar com a corrupção e a pobreza.As mulheres prometeram abster-se de sexo em protesto contra a tensão entre os dois líderes.Ida Odinga disse quinta-feira aos jornalistas apoiar o boicote, que começou quarta-feira, e querer "claramente" participar. Odinga e Kibaki estão obrigados a coabitar numa coligação que pôs termo a semanas de violência pós eleitoral o ano passado.Desconhece-se se a mulher do presidente participa também no boicote.

Página 335 de 344

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401