O País Online - A verdade como notícia

Terça-feira
02 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Internacional Internacional EUA não se vão meter no “barulho” entre Malawi e Tanzania

EUA não se vão meter no “barulho” entre Malawi e Tanzania

“Caso Lago Niassa”.

Esta informação foi revelada, na última terça-feira, pelo general Carter Ham, comandante norte-americano para África, no termo da sua visita de trabalho ao Malawi.

Os Estados Unidos da América (EUA) revelaram que se vão manter neutros na crise fronteiriça entre o Malawi e a Tanzania em torno do lago Niassa.

Esta informação foi revelada na última terça-feira pelo general Carter Ham, comandante norte-americano para África, no termo da sua visita de trabalho ao Malawi.

Ham disse não haver motivos para qualquer intervenção norte-americana, uma vez que tanto o Malawi como a Tanzania são países democráticos e amigos dos Estados Unidos da América.

“Não queremos ser apanhados no meio disto e a nossa esperança é que o diferendo seja resolvido pacificamente”, disse o general norte-americano à Rádio Moçambique, no Malawi.

Ham reuniu-se em Lilongwe com a presidente Joyce Banda, onde passaram em revista questões ligadas à paz e segurança em África, incluindo o diferendo fronteiriço entre o Malawi e a Tanzania.

A mesma questão foi objecto de análise com líderes políticos e governamentais e oficiais do exército malawiano.

O comandante norte-americano para África é o primeiro oficial de alta patente dos Estados Unidos a visitar o Malawi.

O Comando Africano do Pentágono está sediado em Estugarda, na Alemanha, e é um dos contingentes militares regionais dos Estados Unidos da América.

Por seu turno, o ministro malawiano da Defesa, Ken Kandondo, afirmou que o general Ham manifestou a sua satisfação pela disciplina e desempenho das Forças da Defesa do Malawi.

O Malawi tem, neste momento, 850 homens na Costa do Marfim integrados nos capacetes azuis das Nações Unidas. Para o general norte-americano, este é um grande investimento para o Malawi, um país com poucos militares.

Leia mais na edição impressa do «Jornal O País»
 


publicidade

Moeda

Compra

Venda

DolarUSD30,15 30,75
Rand ZAR 2,83 2,88
EuroEUR39,5840,38
LibraGBP50,0651,09
IeneJPY0,28940,2952
Faixa publicitária

Edição Impressa - O País Económico

Edição Impressa 249