O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
28 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Internacional Internacional Greve de polícias gera onda de crimes e assaltos no Brasil

Greve de polícias gera onda de crimes e assaltos no Brasil

Pelo menos oitenta pessoas foram assassinadas

A polícia militar está em greve desde sexta-feira última e os grupos criminosos aproveitaram para fazer pilhagens e assaltos. No estado do Espírito Santo, a violência já causou mais de 80 mortes.

Em Vitória, capital de Espírito Santo, os assassinatos começaram quando amigos e familiares da polícia militar bloquearam os quartéis, no fim-de-semana, para exigir melhores salários, o que impediu o patrulhamento das ruas.

Pelo menos dois autocarros foram queimados e lojas foram vandalizadas, levando seis estabelecimentos comerciais a encerrar. As escolas também fecharam e os serviços médicos nos hospitais públicos também foram interrompidos.

Mil soldados foram enviadas para repor a segurança e, de acordo com o departamento de segurança pública do Espírito Santo, a violência diminui no entanto, pedem mais reforço.  

O governador interino, César Colnago, também realçou a necessidade de mais militares para lidar com a greve de polícias e a onda de violência.

O sindicato que representa a polícia civil disse que 87 pessoas foram assassinadas desde que a polícia parou de patrulhar as ruas. O governo do estado não divulgou um número de mortes.

Hoje, o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, que está de licença decido a uma cirurgia, classificou a paralisação dos polícias de chantagem.

“O que está acontecendo no Espírito Santo é chantagem aberta”, disse o governador, que poderá reassumir o cargo na próxima semana.


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -28-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401