O País Online - A verdade como notícia

Sábado
19 de Agosto
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Internacional Internacional Tensão na península coreana

Tensão na península coreana

Pyongyang alerta que guerra na região pode rebentar a qualquer momento

 

A Coreia do Norte alertou, esta segunda-feira, que a situação na região é “extremamente perigosa” e que uma guerra poderá rebentar a qualquer momento. “Hoje (ontem) está criada na península da Coreia uma situação extremamente perigosa que ninguém consegue prever quando vai ficar fora de controlo e descambar para uma guerra total”, assegurou Kim Chang-min.

Pyongyang culpou os Estados Unidos pelo actual estado de tensão na região, afirmando que o vice-presidente norte-americano, ao afirmar numa visita à Coreia do Sul que quer defender os seus aliados asiáticos, está a procurar uma forma de fazer um “ataque preventivo para derrubar o regime” norte-coreano.

Por sua vez, a Rússia disse esperar que os Estados Unidos não actuem de forma “unilateral” para resolver o problema dos programas de mísseis balísticos e nuclear da Coreia do Norte. “Nós não aceitamos as aventuras nucleares e balísticas de Pyongyang que violam as resoluções da ONU, mas isso não quer dizer que seja possível violar o direito internacional e utilizar a força”, disse Moscovo.

O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, declarou, ontem, que os EUA querem obter uma solução através de “meios pacíficos, graças à negociação”, mas que “todas as opções estão em cima da mesa” para lidar com Pyongyang.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -18-08-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa411