O País Online - A verdade como notícia

Quarta-feira
18 de Outubro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política Guebuza diz que quem critica cooperação com a china está enganado

Guebuza diz que quem critica cooperação com a china está enganado

PR manda recados aos críticos das relações sino-moçambicanas.

O Chefe do estado enaltece o sucesso da cooperação sino-moçambicana no sector da saúde que permitiu a operação de 300 pacientes que padeciam de cataratas.

O Presidente da República, Armando Guebuza, diz que todos os que criticam a cooperação entre Moçambique e China estão enganados e não sabem o que dizem.

Armando Guebuza pronunciou-se nestes termos pelo facto de diversos círculos de opinião nacional criticarem as relações de cooperação entre Moçambique e China, afirmando que estas não trazem vantagens para o nosso país.

Os críticos dizem, por exemplo, que as obras de engenharia nacional concessionadas aos chineses, a baixo custo e em troca de execução das obras por empresas daquele país, não têm qualidade e têm pouco tempo de vida. Mais, os críticos defendem ainda que os chineses estão a explorar, de forma grosseira, os recursos nacionais em troca de investimento em créditos bonificados em Moçambique.

Por conseguinte, Guebuza mandou recados aos que não acreditam na cooperação entre os dois governos e defendeu que estes estão enganados. “Hão-de ouvir pessoas a criticar e a dizer chineses isto, chineses aquilo (...). não lhes dêem ouvidos, pois não sabem o que dizem, vo hanta, o que, em português, significa ‘estão a delirar’; deixem-nos porque vocês sabem como é a cooperação com a China”, disse Guebuza acrescentando que “Isto é amizade de verdade... eles já fizeram muito por nós e continuam a fazê-lo”.

Voos Maputo-Shangai para breve

Na ocasião, Guebuza anunciou a pretensão de ligar os dois países via aérea, razão pela qual anunciou que estão em curso trabalhos de preparação, nesse sentido, com uma agência chinesa. “Se depender de nós, em breve, teremos voos a ligar directamente o nosso país e a China. Temos aqui nossos amigos da companhia Hanan, que estão no país a preparar as condições”, revelou.

A China vem desembolsando milhões de dólares em créditos sem juros, já executou várias obras de grande envergadura, casos da construção do Estádio Nacional, do Aeroporto Internacional de Maputo, de vários edifícios de ministérios nacionais, Procuradoria-Geral, Palácio da Justiça, entre outras.

O embaixador chinês também anunciou a intenção  de continuar a promover as relações de cooperação com Moçambique em diversas frentes.

Leia mais na edição impressa do «Jornal O País»
 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -17-10-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa419