O País Online - A verdade como notícia

Sábado
19 de Abril
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política Chissano tira vírgula de Paúnde

Chissano tira vírgula de Paúnde

Secretário-geral da Frelimo está cada vez mais isolado.

O presidente honorário do partido, Joaquim Chissano, diz que a eleição do candidato às presidenciais “está em aberto” e que o Comité Central é “soberano”.

O secretário-geral da Frelimo, Filipe Paúnde, tem mais uma voz contrária à sua interpretação dos estatutos do partido. Joaquim Chissano, membro fundador e presidente honorário da Frelimo, defende que a “vírgula” de Paúnde está colocada no lugar errado.

O antigo presidente da República disse ontem, citado pela Lusa, que o Comité Central da Frelimo poderá escolher outros nomes que não os três apresentados pela Comissão Política como candidatos às presidências moçambicanas.

Joaquim Chissano, que falava a jornalistas na Cidade da Praia, após  um encontro com o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, salientou que a questão da eleição do candidato da Frelimo às presidenciais “está ainda em aberto” e que o Comité Central é “soberano”.

“A Comissão Política cumpriu o seu dever de apresentar uma lista de possíveis candidatos, conforme rezam os estatutos do partido. O facto de se reconhecer que o Comité Central é o órgão supremo entre congressos já indica que poderá decidir escolher entre esses candidatos que foram apresentados ou entre outros possíveis”, disse Chissano.

“É uma questão que está ainda em aberto. Mas era obrigação da Comissão Política dar uma resposta, apresentando candidatos seus. Se não são esses os candidatos, pronto, podem-se mudar e eleger-se outros. O Comité Central é soberano”, acrescentou.

A Comissão Política da Frelimo propôs, em Dezembro, o actual primeiro-ministro, Alberto Vaquina, o ministro da Agricultura, José Pacheco, e o ministro da Defesa, Filipe Nyusi, como pré-candidatos à sucessão de Armando Guebuza nas presidenciais de 2014.

Já este ano, foi divulgada uma carta de membros do Comité Central da Frelimo, contestando a tentativa da liderança do partido de restringir a eleição do candidato às eleições presidenciais de 15 de outubro a três nomes propostos pela Comissão Política.

Leia mais na edição impressa do «Jornal O País»
 

publicidade

Moeda

Compra

Venda

DolarUSD30,30 30,92
Rand ZAR 2,85 2,91
EuroEUR42,2543,11
LibraGBP50,5651,58
IeneJPY0,29920,3052
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Edição Impressa - O País Económico

Edição Impressa 237