O País Online - A verdade como notícia

Quinta-feira
21 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política Renamo ameaça com novos ataques

Renamo ameaça com novos ataques

Perdiz acusa novamente o governo de estar a orquestrar a morte de Dhlakama

A Renamo voltou, ontem, a acusar o governo de estar a preparar um ataque a Gorongosa, para assassinar o seu líder, Afonso Dhlakama.

De acordo com o porta-voz do partido, António Muchanga, para além das movimentações que estão a ser levadas a cabo pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) no local  onde Afonso Dhlakama se recenseou, no dia 17 do presente mês, realizou-se uma reunião no Estado-Maior General, em Maputo, com a intenção de organizar o referido ataque, que foi designado “assalto final”.

Muchanga alerta, por isso, que está iminente o regresso aos confrontos militares, vinte dias depois  do anúncio do cessar-fogo unilateral feito pelo líder do seu partido. “O comportamento do Governo na Sala de Conferências Internacional Joaquim Chissano e as movimentações no terreno demonstram claramente que há um plano de queimar tempo no diálogo, enquanto os estrategas militares vão ensaiando opções militares com vista a assassinar o presidente Afonso Dhlakama”, disse o porta-voz da Renamo.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -21-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414