O País Online - A verdade como notícia

Quarta-feira
22 de Fevereiro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política Fraca queda de chuva afectou produção nacional de energia

Fraca queda de chuva afectou produção nacional de energia

Seca reduz geração de energia

A ministra dos Recursos Minerais e Energia (MIREME), Letícia Klemens, considerou positivo o grau de implementação do Plano Económico e Social (PES) de 2016 no sector que dirige.

Esta avaliação consta do informe prestado ontem ao Chefe de Estado, no Conselho Consultivo dirigido pelo Presidente da república, durante a sua visita ao MIREME.

Através de números, Klemens mostrou o grau de evolução da implementação do PES e os resultados alcançados. “O nosso plano (PES) foi realizado em 101%. a taxa de crescimento da produção foi de 15.3%, com o carvão metalúrgico e térmico, areias pesadas e o gás natural a terem um peso significativo na estrutura global da produção”, disse a ministra, destacando ainda o aumento das exportações, na ordem de 33%.

Durante a sua apresentação, a ministra falou dos projectos imediatos e futuros, sobretudo no que diz respeito à área de energia e mineração.

A expansão da rede eléctrica, no caso da energia, e o encurtamento dos prazos de licenciamento das senhas mineiras constam do quadro das acções a serem desenvolvidas a breve trecho.

Seca reduz geração de energia

Apesar do crescimento nas áreas de mineração, a produção de energia eléctrica registou, ano passado, um decréscimo assinalável, devido à seca que afecta o país.

“A geração de energia eléctrica decresceu dois por cento, devido ao défice hidrológico que causou o baixamento do nível de armazenamento da água nas albufeiras, principalmente em Cahora Bassa”, disse.

No total, registou-se, segundo a ministra, um decréscimo de cinco por cento “resultante da queda de geração”.

Ainda assim, contas do MIREME indicam que o plano no sector de energia foi realizado na ordem de 92%.


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-02-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa 384