O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
22 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política Daviz Simango diz que posicionamentos de Amurane são sinónimos de liberdade de expressão no MDM

Daviz Simango diz que posicionamentos de Amurane são sinónimos de liberdade de expressão no MDM

Presidente do MDM fala de falta de bases para assumir ocorrência de perseguições

O Presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango, afirmou, esta tarde, na cidade da Beira, que não está preocupado com os últimos pronunciamentos do edil de Nampula, Mahamudo Amurane.    Para  Simango, o que o edil de Nampula tem estado a dizer em torno das supostas perseguições não passa de uma prova clara que no seio do seu partido há  liberdade de expressão tal como mandam as regras democráticas.

Simango  disse que neste momento não tem bases para afirmar  se há ou não efectivamente perseguições no seio do seu partido e lembrou que há uma comissão criada pelo MDM, que está a trabalhar junto das bases, para apurar a verdade

Simango indicou ainda que o foco do seu partido, neste momento, é o congresso, que terá lugar nos finais deste ano, em Nampula, e as próximas eleições autárquicas.

Daviz Simango falava a O País no campo do Ferroviário da Beira, onde, na tarde desta Terça-feira, foi despedir-se e dar forças aos “locomotivas”, que amanhã partem a Libéria para, no próximo fim-de-semana, defrontar o Barrack Young no jogo da segunda mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, depois de ter ganho em casa por 2-0.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414