O País Online - A verdade como notícia

Domingo
20 de Agosto
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política MDM vai recusar Mercedes

MDM vai recusar Mercedes

Lutero Simango vai devolver o Mercedes Benz recentemente adquirido pelo Parlamento

Devolver é a palavra-chave de Daviz Simango para encerrar a polémica com os Mercedes Benz comprados para a Comissão Permanente da Assembleia da República. E para dar o exemplo, Daviz Simango anuncia que o Movimento Democrático de Moçambique vai recusar receber a sua parte das viaturas.

Das 17 viaturas adquiridas, apenas uma é para o representante do MDM, nomeadamente o chefe da bancada, Lutero Simango. Das restantes 16, 10 são da Frelimo e seis da Renamo.

O presidente do MDM defende que a dignidade dos deputados não pode passar pelo luxo, quando a população é transportada em carrinhas caixa-aberta e as escolas não têm carteiras.

Por sua vez, o chefe da bancada do MDM diz que não foi consultado sobre a compra de uma nova frota de Mercedes. Lutero Simango considera legítima a indignação da opinião pública, e sugere que o assunto seja levado a debate na Comissão permanente ou em plenária.

Em relação ao baixo número de assinaturas no abaixado-assinado – da iniciativa do relator do MDM, Venâncio Mondlane –, o chefe da bancada diz que é uma questão de tempo para que mais deputados possam aderir.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -18-08-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa411