O País Online - A verdade como notícia

Quarta-feira
20 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Política Política Graduação na Universidade Nachingwea

Graduação na Universidade Nachingwea

Nyusi diz que universidades devem formar pessoas para servir e não para reivindicar

 

Desde a sua fundação, em 2013, a Universidade Nachingwea conheceu, ontem, os seus primeiros graduados. São 48 técnicos-profissionais formados em Ciências Político-Jurídicas, Ciências Político-Económicas, Economia Agrária, Economia e Desenvolvimento, bem como Gestão de Empresas.

Na sua intervenção, o Presidente da República lembrou que as universidades não devem apenas ensinar as pessoas a conhecer a ciência, mas também devem educá-las para a vida.

Aos estudantes, Nyusi recomendou que não se aliem aos que apenas reivindicam e se limitam a analisar o trabalho dos outros. Disse que os recém-graduados foram formados para servir a sociedade. “Um país não se desenvolve com pacotes de reivindicações, acusações e com recurso à violência, nem comentando o trabalho dos que trabalham e já produzem. O estudante da Universidade Nachingwea deve fazer diferença”, disse Nyusi.

A cerimónia contou com momentos de premiação dos melhores estudantes, do estudante mais velho e da mais nova formada pela Nachingwea.

Os recém-graduados dizem que esta é apenas a celebração pelo fim de uma etapa, mas que há agora o desafio de se enquadrarem no mercado.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414