O País Online - A verdade como notícia

Quarta-feira
18 de Outubro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade

Sociedade

Balate condenado a 22 anos de prisão

O agente da Policia moçambicana (PRM) e antigo chefe da corporação para a busca, Alexandre Balate,

Ler mais...
Morreu decano do fotojornalismo moçambicano

Morreu decano do fotojornalismo moçambicano

O décano do fotojorna­lismo moçambicano Ricardo Rangel fale­ceu na noite desta quinta-feira, na sua residência em Maputo, 

Ler mais...
Seropositividade na zona sul do país é alarmante

Seropositividade na zona sul do país é alarmante

Luísa Diogo acredita que o Governo vai a tempo de evitar que o HIV/SIDA faça estragos no aparelho do Estado.

Acidente na EN4 faz dois feridos graves

Um camião embateu numa viatura de marca Toyota corolla na EN4. 

Ler mais...
Índia apoia gestão ambiental em Moçambique

Índia apoia gestão ambiental em Moçambique

A Índia vai disponibilizar 15 milhões de dólares para programas de gestão ambiental

Ler mais...

Português cada vez mais falado nas zonas urbanas

Em Moçambique, o número de falantes da língua portuguesa está a crescer nas áreas urbanas,

Ler mais...
30 pessoas morrem numa semana

30 pessoas morrem numa semana

Em resultado de 107 acidentes de viação.

Ler mais...
Portugal apoia bolsas para alunos carenciados

Portugal apoia bolsas para alunos carenciados

Portugal e Moçambique acordaram esta terça-feira um regulamento de bolsas de Estudo

Ler mais...
Maria da Luz saúda aplicação dos “sete milhões”

Maria da Luz saúda aplicação dos “sete milhões”

A Primeira-Dama, Maria da Luz Guebuza, saudou os resultados que algumas associações de camponeses estão a lograr

Ler mais...
Leões aterrorizam habitantes de Moamba

Leões aterrorizam habitantes de Moamba

Um grupo de leões está a aterrorizar habitantes do distrito da Moamba, aproximadamente a 50 quilómetros da capital moçambicana, Maputo,

Ler mais...
Moçambique na 53ª posição no Índice Global de Paz

Moçambique na 53ª posição no Índice Global de Paz

Moçambique ocupa a 53ª posição, com 1,765 pontos, no Índice Global de Paz (GPI) publicado na semana passada,

Ler mais...
Libertação indevida de presos permite crimes

Libertação indevida de presos permite crimes

O Ministério da Justiça suspendeu as movimentações de presos na província de Manica, para evitar libertações indevidas,

Ler mais...

Morreu jornalista Atanásio Dimas do ‘Notícias’

Morreu na tarde de último Domingo, em Maputo, vítima de doença,

Ler mais...
MEC em III Reunião Nacional de Ensino Geral

MEC em III Reunião Nacional de Ensino Geral

O Ministério da Educação e Cultura reúne-se a partir desta segunda feira em III Reunião Nacional de Educação Geral.

Ler mais...

Mulher continua com fraca presença no jornalismo

Os órgãos de comunicação social em Moçambique continuam com fraca participação de mulheres.   

Este facto voltou a ser destaque no Seminário realizado, semana passada, em Maputo, a capital do país, cujo tema era “Mulher e Género na Comunicação Social”. 

O objectivo deste encontro era debater a problemática do género no sector da informação.  

Uma pesquisa realizada em vários órgãos de comunicação social, no país, segundo o disse o Director de Comunicação e Informação do Gabinete de Informacao (GABINFO), Jordão Muvale, certificou que ainda prevalecem problemas de género e (auto) discriminação da mulher.

Segundo Muvale é que num total de 153 jornalistas que constam das fichas técnicas de vários jornais no país, apenas cerca de 7 (sete) por cento sao mulheres. “Será que elas não existem? Ou se dizem não ser capazes!”, estranhou a fonte.          

Para Muvale, a falta das mulheres nas redacções está também associada a ausência destas nas escolas de formação em jornalismo. A sociedade também tem a sua culpa, nesta problematica, por não encorajar as mulheres a optarem pelo jornalismo.           

Ele vincou que o jornalismo não é apenas uma profissão para o sexo masculino.     

Para contrariar este problema defendeu-se, no seminário em questão, a necessidade de se promover palestras de encorajamento de mulheres para aderirem ao jornalismo, através de programas televisivos, radiofónicos, entre outros.         

Para as que já são jornalistas, ficou o apelo de que elas não devem apenas se especializarem em assuntos femininos.  

Direcção da G4S cede à pressão dos trabalhadores

Direcção da G4S cede à pressão dos trabalhadores

A empresa de segurança privada Group Four Securicor (G4S) comprometeu-se a pagar as 4 horas extraordinárias diárias que os trabalhadores reivindicavam.  Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores e Vigilantes das Empresas de Segurança Privada, Boaventura Sibinde, a direcção da G4S acordou com os trabalhadores pagar as 4 horas extras no dia 30 de Junho corre, com retroactivo de Janeiro a Maio de 2009.  Refira-se que os cerca de 12 mil agentes de seguranca da G4S ameaçavam entrar em greve a partir de hoje, se não fossem remuneradas as quatro horas extras. em causa. Os mesmos ameaçavam desguarnecer pontos estratégicos como embaixadas americana e britânica, bencos e mega empresas.  

Edil de Maputo critica Polícia Municipal

O edil de Maputo, David Simango, realizou o primeiro encontro oficial com os agentes da Polícia Municipal, na última sexta-feira. Na ocasião, Simango fez duras críticas àquela força Policial, tendo dito que até é sobejamente conhecida como sendo “portagem móvel” por perpetrar cobranças ilícitas aos automobilistas que se fazem pelas estradas da capital do país.   O que mais inquieta ao edil, segundo referiu, é o facto de por todas as artérias da cidade de Maputo haver agentes da Polícia Municipal que interceptam viaturas, passam multas, mas esse valor nunca chega aos cofres do Município. “O que vocês fazem em um ano nem chega para pagar os vossos salários. Então, uma Polícia que não produz receitas é parasita”, disse Simango.   O nosso entrevistado fez questão de dar a saber o circuito através do qual os agentes da Polícia Municipal passam multas que fogem do controlo das autoridades municipais: “alguns têm cadernetas  que não são conhecidas no sistema de cobrança. Quando estive aqui em 1998 tentou-se recolher todas e mandar fazer na África do Sul, mas mesmo assim arranjaram maneiras de falsificar”.  

Maria da Luz chora ao ver crianças orfãs

Maria da Luz chora ao ver crianças orfãs

A primeira-dama , Maria da Luz Guebuza, se emocionou ao fazer a oferta de “kits” básicos a crianças orfãs no distrito de Lugela,

Ler mais...
Elefantes forçam população a abandonar aldeia

Elefantes forçam população a abandonar aldeia

Os habitantes abandonaram aldeia em Cabo Delgado por causa de elefantes.

Ler mais...
Khalau recebe mais alta patente da polícia

Khalau recebe mais alta patente da polícia

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, atribuiu esta sexta-feira a patente de Inspector-Geral da Policia a Jorge Khalau, 

Ler mais...
Função Pública aposta na formação de quadros

Função Pública aposta na formação de quadros

O  ministério irá introduzir o ensino à distância dentro dos próximos anos.

Ler mais...
Página 500 de 515

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -17-10-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa419