O País Online - A verdade como notícia

Domingo
02 de Agosto
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Caos na lixeira do Hulene!

Caos na lixeira do Hulene!

Devido às chuvas.
Na sequência das últimas chuvas que caíram em Maputo, a situação na lixeira de Hulene deteriorou-se e as vias de acesso para o interior da mesma, por parte dos carros que transportam o lixo, estão limitadas. Deita-se os resíduos sólidos na parte frontal, razão pela qual o lixo atinge uma altura de cinco metros acima do muro de vedação. A edilidade improvisou outra entrada que, no entanto, não permite chegar ao interior da lixeira. A entrada improvisada tem provocado um autêntico congestionamento de viaturas que circulam naquela avenida, pois os carros que transportam lixo se têm aglomerado naquela zona,  dificultando a circulação de outras viaturas.

A  lixeira de Hulene está a criar mal-estar às famílias residentes naquele bairro.  Os residentes são obrigados a inalar o cheiro nauseabundo e conviver com a imundície.

Há muito que viver nas zonas circunvizinhas da lixeira de Hulene, arredores da capital moçambicana, Maputo, constitui um contínuo atentado à saúde pública. E, ao que tudo indica, a situação vai continuar, na próxima meia década, a avaliar pela previsão do Conselho Municipal da Cidade de Maputo no que concerne ao encerramento daquela lixeira, concebida numa altura em que a zona estava livre de habitações, mas que hoje a realidade é outra.

Os residentes daquele bairro e os automobilistas que por alí passam são obrigados a conviver com tal situação e não têm outra saída. “Nós estamos a passar mal. Aqui cheira muito mal, principalmente depois das últimas chuvas que caíram em Maputo. Mas não temos outra saída, comemos dentro das casas, mas as moscas estão sempre presentes e o cheiro também”, desabafou Alcinda Chambule, residente do Bairro de Hulene há mais de sete anos. Chambule acrescentou que “os meus filhos passam todos os dias por aqui quando vão à escola e, há dias, o meu filho mais novo ficou doente”.

Leia mais na edição impressa do «Jornal O País»
 

"A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio."

 Martin Luther King Jr

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicidade

Moeda

Compra

Venda

DolarUSD37,72 38,48
Rand ZAR 2,97 3,03
EuroEUR41,2542,09
LibraGBP58,8860,06
IeneJPY0,30690,3131

Edição Impressa e O Tempo

   
Edição Impressa O Tempo

Edição Impressa 31-07-2015

 

Maputo

 

Inhambane

  Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa - O País Económico

Edição Impressa 301