O País Online - A verdade como notícia

Segunda-feira
29 de Maio
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Trabalhadores da EMTPM ameaçam paralisar actividades na segunda-feira

Trabalhadores da EMTPM ameaçam paralisar actividades na segunda-feira

Funcionários reclamam do corte de subsídios e o não pagamento do décimo terceiro salário

Trabalhadores da empresa pública de transportes da cidade de Maputo, EMTPM, através de um documento distribuído à imprensa, incluindo a Administração da empresa, explicaram que não vêem outro caminho se não paralisar as actividades para pressionar o patronato.

Os trabalhadores exigem a reposição dos descontos no salário de Janeiro e querem uma explicação clara sobre o não pagamento do décimo terceiro salário referente ao ano passado.

Outra preocupação são os cortes dos subsídios. De acordo com os trabalhadores, a gestão da empresa suspendeu o bónus de antiguidade, subsídio nocturno, subsídio de feriado e pagamento de horas extras.

O grupo reclama também a retirada de transporte de pessoal, o que afectou, sobretudo, os funcionários que trabalham até às 00h00 e os que entram às 04h00.

O comité sindical da extinta TPM quer que a negociação seja imediata e avisa que se nada for feito a paralisação vai iniciar a partir das 04h00 da próxima segunda-feira.

Recorde-se que os mesmos trabalhadores suspenderam as actividades no dia 24 de Fevereiro para reivindicar os seus direitos.

O “O País” contactou o Gabinete de Comunicação e Imagem da transportadora, que prometeu preparar uma resposta para hoje.


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -29-05-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa 398