O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
21 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Cristãos clamam por tolerância e amor ao próximo nesta Páscoa

Cristãos clamam por tolerância e amor ao próximo nesta Páscoa

Líderes religiosos defendem que é com ensinamentos de Jesus que se pode enfrentar os males sociais

 

Jesus Vive… Jesus Vive… foi com estas palavras, ditas ou cantadas, que os crentes de diferentes igrejas cristãs celebraram o domingo de Páscoa. O momento é de alegria, afinal simboliza a ressurreição de Cristo, que, de acordo com a sagrada escritura, ressuscitou três dias após a morte na cruz, para salvar a Humanidade dos pecado

A tolerância, o amor ao próximo e a paz são consideradas as mensagens principais passadas por Cristo que devem ser repetidas no dia-a-dia.

Este ano, a Páscoa é celebrada numa altura em que Moçambique enfrenta diversas crises, com destaque para a violência doméstica. Daí que as famílias são chamadas a reconciliar-se e a viver em paz.

Para os líderes religiosos, Lisié Esperança, Igreja Anglicana; José Guerra, da Universal; Joana Muthemba, Zione; Lisié Esperança, Anglicana; Américo Vilankulos, Metodista; e Bernardo Bata, da Assembleia, é com base nos ensinamentos da vida de Jesus que se pode enfrentar os males da sociedade.

As igrejas não foram o único lugar onde se celebrou a ressurreição de Cristo. Há quem foi à praia e através de vários rituais exaltou o renascimento. Embora a forma de exaltação seja diferente, a mensagem continua a mesma: valorizar o sacrifício feito por Cristo.

O domingo de Páscoa é o ponto mais alto da Semana Santa, que convida aos cristãos de todo mundo a reflectir sobre a morte e ressurreição de Cristo.

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401