O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
22 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Município já está a resolver problema de imundície na Escola 1 de Junho

Município já está a resolver problema de imundície na Escola 1 de Junho

município contratou uma empresa para a reparação da conduta que deixava escapar águas de esgoto, na Escola 1 de Junho em Chimoio

Vinte e quatro horas depois do “O País” reportar a imundície na Escola 1 de Junho, em Chimoio, o município contratou uma empresa para a reparação da conduta que deixava escapar uma corrente de águas negras, colocando em risco a saúde de mais de quatro mil alunos da Escola 1 de Junho, naquela cidade.

A Moztech Construções, empresa contratada para o efeito, diz que, nesta fase, vai proceder à limpeza da tubagem, sendo que, para o estancamento definitivo do problema, será necessária a abertura de uma fossa de drenagem.

John Mazvimba, director da Moztech Construções, precisou que “deverá fazer-se a reabilitação de todas as caixas, para que a água possa escorrer bem. dependendo do município, teremos mesmo que fazer uma fossa perdida, onde vai desaguar todo o excremento humano”.

Apesar dos trabalhos de limpeza da conduta, que deverão durar sete dias, haverá ainda a necessidade de se proceder à manutenção de rotina. “Para que este trabalho seja eficaz a 100 por cento, deve haver uma manutenção. quer isso dizer que, mensalmente ou em cada dois meses, deve desentupir-se, isto é, tirar toda a areia, plásticos, entre outros objectos que terão passado pelas condutas e que venham a provocar o entupimento das condutas”, explicou Mazvimba.

Refira-se que o problema de águas negras que afecta maioritariamente alunos da Escola 1 de Junho alastra-se há pouco mais de três anos e só depois da reportagem publicada neste jornal o Conselho municipal viu-se obrigado a desembolsar mais de 150 mil meticais para fazer face à situação, que perigava a saúde não só de alunos, mas também da comunidade circunvizinha.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414