O País Online - A verdade como notícia

Domingo
23 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Sofala discute desenvolvimento através da criação de cooperativas modernas

Sofala discute desenvolvimento através da criação de cooperativas modernas

Parceiros procuram melhorar renda dos produtores e aumentar a produtividade em Caia

Caia, Sofala, foi o lugar escolhido para acolher o seminário com o tema "Associações e cooperativas: desenvolvimento e legalização", organizado pelo consórcio de ONG’s Italianas (Cefa, Cam, Coopermondo), no âmbito do projecto SOMIca em parceria com a AMPCM – Associação Moçambicana para Promoção do Cooperativismo Moderno, SDAE e o IPEME local.

A discussão concentrou-se no método que melhor se adequa ao sistema de produção económica, por forma a melhorar a renda dos produtores e aumentar a produção e produtividade.  No entanto, o encontro não se esquceu dos objectivos de caractér social que norteiam o compromisso atinenete ao apoio ao desenvolvimento das comunidades locais.

O evento juntou mais de 40 representantes de grupos de produtores de hortícolas, gergelim e mel de Caia, técnicos do SDAE local e do Projecto SOMICA, além de representantes da AMPCM, Coopermondo e IPEME.

Na sua intervenção, o Director do SDAE, Tiago da Conceição do Rosário Tomás, disse aos participantes que o Cooperativismo é a fase mais evoluída do Associativismo e apresenta muitos benefícios e oportunidades para os grupos de produtores de Caia e melhor se enquadra para quem esteja a desenvolver uma actividade económica.

"O cooperativismo é a melhor alternativa para a produção e distribuição da riqueza. Os governos reconhecem o papel e contribuição das cooperativas para o rápido desenvolvimento económico e social e assim os Objectivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS 2030) e apelam que os integrantes se agrupem em cooperativas", diz o Diretor Executivo da AMPCM - Cecílio Menezes Valentim.

Este Seminário suscitou uma abordagem profunda sobre o desenvolvimento das cooperativas pelo papel imprescindível de contribuírem para um rápido e sustentável crescimento económico e social de qualquer nação e em Moçambique a AMPCM é a organização que está a promover estas iniciativas.

"A cooperação entre cooperativas é o que guia a acção da Coopermondo, ONG da Confederação das cooperativas italianas que representa mais de 19.000 empresas. Coopermondo quer promover o modelo das cooperativas italianas no mundo e faz isso com os parceiros locais, que neste caso é a AMPCM". Reforça Camilla Carabini, da Coopermondo.

Ainda sobre a temática em discussão, Marica Maramieri, responsável do Sector social do projeto SOMIca, avançou que "O Projecto SOMIca tem objectivo de reforçar os grupos de produtores e acho que este seminário foi muito importante para estes perceberem os desafios que têm para se volver em organizações mais estruturadas".

O representante do IPEME local – Abrantes Ricardo, enalteceu o apoio do IPEME para fortificação dos grupos em Micro, Pequenas e Médias Empresas em Caia e encoraja a criação de cooperativas, nos casos em que os grupos estejam a desenvolver uma actividade económica através de uma Associação e compactua com as acções que estão a ser desenvolvidas pela AMPCM no que tange à transformação de Associações Agropecuárias em Cooperativas Modernas e outros grupos que tenham como intenção fazer negócio.

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401