O País Online - A verdade como notícia

Sábado
22 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Vendedores de mercado em Maputo protestam contra ordem da autarquia

Vendedores de mercado em Maputo protestam contra ordem da autarquia

Autoridades municipais da capital fixaram, ontem, como último prazo para a retirada de cerca de 400 vendedores do mercado informal Nwankakana.

Ontem, um dia antes do fim do prazo, alguns vendedores protestaram contra a ordem de retirada. E as reclamações são as mesmas. Exigem dinheiro de indemnização e dizem que as bancas construídas não chegam para todos.

“Estivemos reunidos com o vereador e ele prometeu abrir-nos um espaço para as nossas actividades, mas não está a cumprir com a promessa. E hoje vem avisar-nos que amanhã irão destruir as nossas bancas. Como é que irá expulsar-nos se ainda não nos deu o espaço, muito menos o dinheiro de indemnização”, referiu Zita Cossa, uma das vendedeiras.

Os vendedores acusam o Município de os ter enganado e dizem que as suas preocupações teriam sido acauteladas, se tivessem negociado a retirada com a Maputo Sul, empresa pública proprietária do projecto da ponte Maputo – KaTembe. “Nós não estamos a resistir à retirada, estamos a exigir que nos entreguem o nosso dinheiro. O município é que está a enganar-nos. Exigimos que o município devolva o dinheiro à Maputo Sul e nós nos entenderemos com os donos do projecto”, sugeriu Cecília Sitoe, outra vendedeira.

Entretanto, o município de Maputo veio a público, diversas vezes, afirmar que não há espaço para indemnização dos vendedores de Nwankakana, uma vez que estão disponíveis novas bancas próximo do local.

A retirada dos vendedores visa dar lugar à construção de um dos viadutos de acesso à ponte Maputo-KaTembe, um dos maiores projectos de infra-estrutura após a Independência.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401