O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
18 de Agosto
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Malária mata mais de 120 pessoas em Sofala

Malária mata mais de 120 pessoas em Sofala

MISAU diz que malária é a principal causa de mortes no país

Mais de 120 pessoas morreram em cerca de um ano, na província de Sofala, vítima de malária. Onde o número de casos registados de Janeiro a Junho de 2016 foram de 256 mil, e causaram a morte de 66 pessoas, este ano, registou-se 510 mil casos no igual período do ano passado, causando 64 mortes.

As intensas chuvas que caíram em Sofala no início do ano, são a pontadas como a principal causa dos elevados números de casos da doença.

Para combater os casos de malária, o sector de saúde em Sofala tem estado a distribuir redes mosquiteiras mas infelizmente as mesmas tem sido usadas para outros fins. "Vamos fazer uma campanha de distribuição massiva da rede mosquiteira", afirmou Fino Massalambane, médico do Departamento Provincial de Sofala

Ausência de higiene individual e colectiva no seio de algumas famílias, e o lixo próximo as residências tem contribuído para o registo constante de casos de malaria em Sofala.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -17-08-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa410