O País Online - A verdade como notícia

Sábado
23 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Normalidade na travessia Maputo-Katembe reposta em breve

Normalidade na travessia Maputo-Katembe reposta em breve

Arrancam dentro de um mês trabalhos de reposição da normalidade na travessia Maputo-Katembe

O ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita garante o arranque, dentro de um mês, dos trabalhos de reposição da normalidade no transporte de cargas na travessia entre Maputo-Katembe. Depois de se ter limitado o transporte de carga, no mês passado, a Transmarítima funciona sem báscula para medir o peso das cargas na travessia.

Carlos Mesquita diz que, por falta de báscula, os controladores de carga na travessia Maputo-Katembe baseiam-se na tara das viaturas, ou seja a informação que indica o peso dos carros, e na quantidade da carga que se vê, para limitar a travessia dos carros com carga até quatro toneladas.

A medida de redução da carga máxima, na travessia Maputo-Ka Tembe, de oito para quatro toneladas, surge devido a degradação das infra-estruturas onde atracam as embarcações que garantem a ligação Maputo-Ka Tembe.

A situação veio encarecer os custos de transportes de carga para os comerciantes de Ka Tembe, que têm como alternativa usar a via Boane ou fazer várias viagens na travessia, transportando a carga em pequenas quantidades. 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414