O País Online - A verdade como notícia

Quinta-feira
21 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Sociedade Sociedade Governo vai negociar com edil da Beira para gerir frota da ex-TPB

Governo vai negociar com edil da Beira para gerir frota da ex-TPB

Carlos Mesquita considera legítima reclamação de Daviz Simango sobre a ex-TPB e assegura que executivo vai encontrar soluções

O Ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, assegura que o governo vai continuar a negociar com o município da cidade da Beira para que continue na gestão da extinta Empresa de Transportes da Beira (TPB), depois do Presidente do Conselho Municipal, Daviz Simango, ter anunciado a devolução da gestão da extinta TPB ao governo, esta segunda-feira, apontando como causas, vários constrangimentos em volta do processo de trespasse do património que, segundo sustentou, não chegou a ser, concretizado.

Carlos Mesquita veio, hoje, à imprensa assegurar que o governo vai continuar a negociar com a edilidade do município da Beira de modo a encontrar uma solução para condições impostas por Daviz Simango.

Por detrás da devolução, o edil da Beira referiu que, “Tínhamos esperança que esses 10 pontos tivessem resposta por parte do governo, algo que não veio a acontecer. E durante o trabalho, constatamos alguns pontos no terreno.

Simango acrescentou que, não havia condições para que o município continuasse a desempenhar o exercício de gestão naqueles moldes.

Mesquita reconhece como legítima a colocação do edil.

 ‘’O edil da cidade da Beira está preocupado, dentro da sua razão, assim como o fez o edil do Dondo, pela quantidade dos trabalhadores que a empresa tem, que está acima da capacidade de auto-carros operacionais’’, disse.

“Fomos surpreendidos com uma carta dos sindicatos locais a reivindicarem aumento salarial e regalias, para além de respostas de alguns contenciosos de 2015 e nós nos apercebemos que os sindicatos não estavam a par da situação da empresa”, frisou.

Recorde-se que a gestão da ex-TPB pela edilidade foi formalizada através de um acordo assinado no passado dia 7 de Julho pela edilidade da Beira e o Ministério dos Transportes e Comunicações.

O acordo estabelecia que a edilidade herdava os recursos humanos, patrimoniais e financeiros da TPB que teria a composição accionista de 70% para a edilidade da Beira e 30% detidos pelo Município de Dondo.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414