Indústria: Carvão mineral lidera produção em Moçambique

Indústria: Carvão mineral lidera produção em Moçambique

Um levantamento do Instituto Nacional de Estatística (INE) a que o “O País” teve acesso, indica que o índice da produção industrial teve um crescimento de 4,8%, entre 2017 e 2018 em Moçambique.

Sem, no entanto, avançar com o volume real da produção atingida, o INE refere que a extracção do carvão mineral com 26,6%, liderou a produção industrial em 2018, seguida do alumínio (20,2%).

O gás natural, cerveja e cimento registaram 11,2%, 7,7% e 4,2% respectivamente.

Comparativamente aos registos de 2017, o Instituto Nacional de Estatística aponta que a divisão da indústria extractiva (carvão mineral, em particular) aumentou a sua contribuição em 2,9 pontos percentuais (pp), seguida da indústria alimentar que reforçou seu peso em 1,1 pp.

Entretanto, e no sentido inverso, a indústria metalúrgica de base recuou em 2,4 pontos percentuais. Já os agrupamentos de minerais metálicos, das bebidas e dos outros minerais não metálicos abrandaram as suas contribuições valores de 0,8, 0,6 e 0,3 negativos, respectivamente.

Analisando a distribuição percentual do valor da produção com a exclusão da produção de metais não ferrosos e hulha (tipo de carvão), a maior contribuição foi dada pelas divisões das indústrias de produtos alimentares e bebidas com cerca de 34,4% e 17,4% respectivamente.

As indústrias de extracção de petróleo e gás natural, de produção de outros produtos minerais não metálicos e divisão das indústrias das outras indústrias transformadoras contribuíram com cerca de 13,3%, 10,7% e 6,5 %. respectivamente.

 

Comportamento de preços

 

Relativamente a variação total dos preços no período em referência, o INE constatou um aumento em 10,2%.

As divisões das indústrias de produção da hulha e de vestuário e artigos de pele observaram uma apreciação de preço de 25,7% e 19,3% respectivamente, com o agrupamento dos ramos de petróleo e gás natural, produtos de outras indústrias extractivas e da indústria de produtos alimentares registaram 15,9%, 15,6% e 9,7% respectivamente.

A Indústria de bebidas e outros produtos minerais não metálicos observaram um crescimento de preços em 3,5 e 3% respectivamente entre 2017 e 2018. As divisões das indústrias de veículos automóveis, reboques e semi-reboques (-30,1%), equipamento eléctrico (17,1%), mobiliário e colchões (-13,1%) e indústrias de fabricação da pastas, papel, cartão e seus artigos (-1,9%), observaram uma redução de preços.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique