Iniciativa de Transparência considera que país está num bom caminho na gestão de recursos

Iniciativa de Transparência considera que país está num bom caminho na gestão de recursos

Moçambique está num bom caminho na gestão dos recursos do sector extractivo. A avaliação é da Iniciativa de Transparência na Indústria Extractiva, que considera que o país tem sido transparente.
 
Em 2009 Moçambique aderiu à iniciativa global de transparência na indústria extractiva, um mecanismo que permite a avaliação de como tem sido feita a gestão dos recursos do sector. Em 2012, o país foi considerado cumpridor da iniciativa e, até aqui, os elogios não param.
“Os resultados preliminares que temos hoje é que Moçambique está num bom caminho”, elogiou Isabel Chuva, Coord. Nac. Iniciativa de Transparência na Indústria Extractiva.
 
Para a sociedade civil, a classificação é boa, mas ainda é preciso melhorar com urgência alguns aspectos.

“A questão da legislação é muito importante, ainda estamos muito incipientes neste aspecto. A questão da corrupção também é um elemento relevante e as multinacionais ao fazerem o seu trabalho de prospecção muitas vezes não contam com uma equipa nacional para fazer a monitoria”, explicou Lorena Mazive, Instituto para Democracia Multipartidária.
 
Aspectos que para a Iniciativa de Transparência na Indústria Extractiva são desafios.
 
De referir que estes pronunciamentos foram feitos esta terça-feira, em Maputo, a margem de um encontro sobre o ponto de situação da implementação da Iniciativa de Transparência na Indústria Extractiva em Moçambique.
 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique