Íria Marina expõe As caras da Francofonia

Íria Marina expõe As caras da Francofonia

As caras da Francofonia é o título da exposição da fotógrafa Íria Marina, com curadoria de Frédérique Martin (França). A obra estará exposta no Centro Cultural Franco-Moçambicano, em Maputo, a partir das 18h30 desta terça-feira.

A obra de Íria Marina reúne os retratos de 27 moçambicanos, de várias idades, origens e níveis sociais diferentes, histórias e personalidades cativantes. Com o trabalho, segundo o comunicado do Franco, a autora sentiu um grande orgulho e vontade de fazer parte da comunidade francófona moçambicana, num trabalho que consistiu em transmitir histórias. “Espero tê-lo feito de uma maneira que vos deixe orgulhosos e honrados”, vem no comunicado, o qual apresenta a explicação da autora que a levou a esta aventura: “Quando a Frédérique me propôs fazer um projecto para a Semana da Francofonia no Centro Cultural Franco-Moçambicano, combinando a fotografia e um documentário, não poderia dizer não, pois o que me agrada na fotografia é que ela me permite contar histórias. O documentário, por seu lado, é um género cinematográfico que me interessa há muito tempo, pois ele permite pôr em movimento essas histórias. Uma vez que o tema da Francofonia deste ano é a Oralidade, a nossa ideia foi de entrevistar vários moçambicanos francófonos de Maputo e ouvir as suas histórias em língua francesa. Quando o CCFM aceitou a nossa proposta, o trabalho começou. E não era para menos, pois havia muito para fazer. Identificámos os participantes, escolhemos os lugares de filmagem, entrevistámos, fotografámos e filmámos cada um dos participantes e, por fim, finalizámos o projecto a fim de oferecer um resultado digno do tema proposto”.

Íria Marina é uma fotógrafa nascida em Moçambique e graduada em arquitectura. A autora descobriu a fotografia como um passatempo e, mais tarde, transformou-a em carreira. Cresceu entre a África do Sul e a Swazilândia, onde desenvolveu um interesse pelo comportamento humano, a maneira como a pessoa se sente, como a cultura afecta o comportamento, o poder da paisagem e do lugar. O seu foco principal é o documentário, postais ambientais, retratos profissionais e a fotografia de arquitectura. O seu mais recente trabalho artístico foi 90s Project, uma instalação multimédia em colaboração com Frédérique Martin, professora que, neste momento, dedica-se a diversas actividades ligadas à cultura. Tem diversos projectos, tais como organizar festivais de cinema, encenar peças de teatro, fazer fotografia, para além de ser administradora de um grupo de Facebook, que informa sobre os eventos culturais em Maputo; é DJ nos tempos livres.

 

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique