Isabel Matini: uma marca made in Mozambique

Isabel Matini: uma marca made in Mozambique

A marca de moda da estilista Isabel dos Santos foi lançada na cidade de Maputo e foi concebida para toda mulher sofisticada.

 

Chama-se Isabel dos Santos. É estilista e vive nos Estados Unidos de América há quatro anos. No entanto, agora encontra-se na sua província natal, Maputo, onde, além de rever família e amigos, lançou a marca Isabel Matini, especialmente concebida para mulheres executivas, sofisticadas e que gostam de se vestir com rigor.

A concepção das peças de roupa iniciou nos meados do ano passado, sendo que ficaram prontas em Outubro. Depois disso, no entanto, a estilista teve de trabalhar mais cinco meses até realizar o seu grande sonho: “lançar a minha marca na minha terra. Adiei muito este sonho, mas me dou por feliz por finalmente conseguir fazer o que sempre sonhei”.

Decisivamente, a cerimónia de lançamento tinha de se realizar na cidade onde Isabel dos Santos nasceu, e, de facto, foi o que aconteceu. Há uma semana, as 40 peças da colecção foram apresentadas no desfile de moda que se realizou na sede dos Caminhos de Ferro de Moçambique, com uma pretensão bem especifica: “Queria que as mulheres moçambicanas vissem o trabalho que eu faço e convida-las a vestir as minhas roupas”. E as mulheres viram as obras de Isabel dos Santos, produzidas com recurso à seda, um tecido de luxo escolhido com a pretensão de representar melhor a mulher moçambicana.

Com recurso à seda, igualmente, a estilista quis contrariar a tendência recorrente de os estilistas nacionais trabalharem a capulana nas colecções. “Pensei que seria altura de começáramos a pensar em tecidos mais frescos, por causa do nosso clima quente. E a seda pareceu-me o melhor tecido para o que pretendia mostrar”.

Nesta colecção, Isabel dos Santos investiu em cores vivas, reflexo do que encontra em Moçambique. Bem dito, foi no meio ambiente moçambicano que a estilista inspirou-se. Logo, o azul predominante nas roupas representa o mar e as praias, o verde estampando tem a ver com a vegetação nacional e o vermelho representa o clima quente. Contudo, para os que não apreciam essas cores, a colecção também possui peças com cor preta, branca e creme.

Na apreciação de Madina Abacar, dona da Medja Moz, agência que co-organizou o evento de lançamento da marca Isabel Matini, a colecção de moda da estilista reflecte e bem a mulher moderna sofisticada. “Eu acho que as roupas podem ser usadas por mulheres de várias idades”, e acrescentou Madina Abacar: “E a qualidade das roupas é garantida, o que é bom porque Moçambique precisa estar no mapa do mundo com marcas boas. Esta, certamente, é, com bom tecido e excelentes acabamentos”. 

Uma semana depois de Isabel dos Santos lançar a sua marca, a estilista realçou que Moçambique tem muitas potencialidades no que à moda diz respeito, com jovens muito criativos. “O que temos de fazer em apoia-los porque alguns deles não têm recursos. A indústria da moda é muito cara e nós precisamos de investir na criatividade”. E além disso? “Eu gostaria de ver os nossos estilistas mais unidos, a criarem mais coisas bonitas juntos. Esse é o meu outro sonho, ver toda gente a trabalhar pela qualidade e as nossas marcas serem reconhecidas no estrangeiro”.

A pensar nos seus sonhos, Isabel dos Santos irá abrir, em breve, uma loja e um atelier no país, onde as pessoas possam visitar e escolher as roupas.

 

A ESTILISTA NUM TRAJECTO

Isabel dos Santos nasceu a 6 de Dezembro de 1964, em Maputo, e começou a sua carreira na diplomacia, no Ministério dos Negócios  Estrangeiros. Foi Assistente de Protecção no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados em Maputo. É mestrada pela universidade St. John's de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Isabel dos Santos pertence a uma família de costureiras, mas o seu interesse pela moda começa em 2006, em Berlin, na Alemanha. Naquele país, estagiou numa boutique de alta-costura. A partir de 2011, a estilista frequentou um curso completo de moda e em paralelo estagiou no atelier de alta-costura Kosibah, em Londres, Inglaterra, com o estilista Yemi Osunkoya, seu mentor.

Em 2017, fez um curso intensivo de moda na cidade de Roma, Itália, e estagiou no atelier "Elvira Gramano”.

O primeiro trabalho de Isabel dos Santos foi apresentado na gala anual da organização "Books for Africa", onde anualmente convidam um estilista africano a apresentar o seu trabalho. 

Ano passado, exibiu as suas roupas ao lado de estilistas de renome na Embaixada Francesa em Washington DC, nos Estados Unidos.

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique