Joyce Banda regressa ao Malawi após quatro anos no exílio

Joyce Banda regressa ao Malawi após quatro anos no exílio

A ex-presidente de Malawi, Joyce Banda, acusada de envolvimento num escândalo de corrupção, e que reivindicou vitória nas eleições presidenciais de 2014, regressou hoje ao país, após quatro anos no exílio, segundo a agência de notícias francesa AFP, citada pelo Observador.

De acordo com um jornalista da AFP, o avião de Joyce Banda descolou de Joanesburgo, na África do Sul, e aterrou hoje no Aeroporto de Blantyre, capital económica do Malawi, onde foi saudada por centenas de apoiantes do seu partido, o Partido Popular (PP).

Banda, 68 anos, e primeira mulher a chefiar o Malawi, deixou o país em 2014, na sequência da derrota nas eleições presidenciais para o actual chefe de Estado, Peter Mutharika. Desde então, viveu entre a África do Sul, os Estados Unidos da América e o Reino Unido.

A ex-presidente está sob um mandado de prisão, emitido em 2017 pela polícia do Malawi, devido às acusações contra ela no chamado caso “Cashgate”, que abalou o país em 2013 e precipitou a sua derrota eleitoral em 2014. Contudo, nenhum polícia esteve presente no aeroporto aquando da sua aterragem no país. Porém, nenhum polícia esteve presente no aeroporto aquando da sua aterragem no país.

O escândalo de corrupção descoberto em 2013, quando Joyce Banda era presidente do Malawi, levou à prisão de cerca de setenta pessoas, incluindo funcionários do governo e empresários, acusados de terem desviado o equivalente a 32 milhões de dólares.
Muitas vezes anunciado e adiado, o regresso ao país de Banda acontece um ano antes das próximas eleições presidenciais e legislativas, marcadas para Maio de 2019.

Banda dirigiu o país entre 2012 e 2014, depois da morte do presidente Bingu Wa Mutharika.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique