Juristas analisam situação de Manuel Chang

Juristas analisam situação de Manuel Chang

Os juristas Tomás Vieira Mário e Ericino de Salema analisaram na noite de domingo no Jornal da Noite da STV, a situação em torno da detenção de Manuel Chang, detido na África do Sul e que corre o risco de extradição.

Os dois juristas foram unânimes em considerar que a situação do ex-ministro é deveras complicada e as possibilidades de não ser extraditado é escassa.

Para Salema, não autorizar a extradição, por parte da justiça sul-africana, iria acarretar riscos reputacionais para aquele país e com base nos acordos de extradição que tem com Washington, o histórico mostra que há poucos casos em que pedidos de extradição não foram executados.

Os dois comentadores manifestaram estranheza com o facto de não haver até ao momento, qualquer pronunciamento das autoridades nacionais em torno do caso, salientando que, seja qual for o crime que pesa contra Chang, como qualquer cidadão nacional, tem direito à proteção do Estado.

Extradição à parte, os comentadores defendem que, com base nos termos da acusação tornados públicos, a contratação das dívidas ocultas mostra que criada por uma “associação para delinquir”, baseada num complô internacional que desde o início esteve ciente do que pretendia fazer.

As posições dos dois analistas serão desenvolvidas na nossa próxima edição.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique