Justiça Ambiental repudia violência na África do Sul

Justiça Ambiental repudia violência na África do Sul

A Justiça Ambiental, uma organização nacional da sociedade civil, manifestou hoje repúdio à onda de violência “xenófoba na vizinha África do Sul, que tem provocado vítimas e desalojado vários cidadãos, de entre os quais, moçambicanos.

Através de um comunicado de imprensa recebido na nossa redacção, aquela organização apela aos moçambicanos e todos os africanos residentes no país vizinho, a absterem-se de retaliarem.

“Devemos responder com paz, justiça e diálogo, e só assim poderemos parar com esta violência. Este deve ser um momento para nos unirmos como seres humanos, como africanos, e mostrarmos aos Sul-africanos e ao mundo que não é com violência que se constrói o futuro de um país ou de um continente” refere a nota.

Paralelamente, outro apelo é direcionado a sociedade civil sul-africana.

“Apelamos à sociedade civil Sul-africana que pressione e responsabilize o seu governo pelo que está a acontecer, e que exija o fim destas perseguições e violência, pois temos consciência de que a maioria dos Sul-Africanos condena estas ações criminosas” realça o comunicado que termina com um apelo ao executivo de Pretória, para tomar “medidas sérias e necessárias para resolver esta situação e travar esta onda de violência com a maior urgência”.


Xenofobia, Justiça Ambiental, Violência, África do Sul


Tags

Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique