Licínio Azevedo é membro do júri no festival de cinema em Marrocos

Licínio Azevedo é membro do júri no festival de cinema em Marrocos

A cidade mineira de Khouribga, em Marrocos, é palco de mais um Festival de Cineastas Africanos. Para edição deste ano, 15 filmes concorrem aos prémios de um evento cinematográfico cuja cerimónia de inauguração realizou-se no último sábado. Nessa sessão, participaram, entre vários realizadores do berço da humanidade, Licínio Azevedo de Moçambique.

Na verdade, no Festival de Cineastas ainda a decorrer em Khouribga, onde os filmes são exibidos apenas numa sala, com sessão de debates que se prolongam pela madrugada dentro, o cineasta moçambicano participa como membro do júri, função que lhe foi confiada por ter sido considerado Melhor Realizador Africano 2017, com a longa-metragem Comboio de sal e açúcar, que também é Melhor Guião do ano passado, além de vários outros prémios conquistados este Dezembro.

O local do festival é um centro isolado de Marrocos. No entanto, o que importa, para Licínio Azevedo, não é o facto de Khouribga ser uma pequena cidade ou com uma sala de cinema. Para o realizador moçambicano a participação na sessão cinematográfica honra-lhe muito porque reúne diferentes cineclubistas do continente africano.

Entre os cineastas africanos que participam do festival de Khouribga encontra-se também o autor angolano Zezé Gamboa.  

Ora, no mês passado, Licínio Azevedo esteve num outro evento cinematográfico, o Festival de Cinema Árabe-Africano, realizado na Tunísia. “Este também é um festival importante porque Tunis, que é uma grande cidade, mobiliza-se para o evento. São praticamente 10 ou 15 salas de cinema que exibem cerca de 100 filmes durante uma semana. De igual modo, a cidade mobiliza um público extraordinário de mais de 200 mil pessoas. Também na Tunísia, Azevedo foi membro do júri com actrizes de Burquina Fasso, da Palestina, uma realizadora libanesa e uma crítica norte-americana”.

Sobre o festival da Tunísia, Licínio Azevedo destaca que concorreram extraordinários filmes de autores quenianos emergentes, o que lhe surpreender muito.

Portanto, o  Festival de Cineastas Africanos que se realiza em Marrocos termina próximo fim-de-semana.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique