LMF instaura processo contra Nacir Armando

LMF instaura processo contra Nacir Armando

A Liga Moçambicana de Futebol reuniu-se na passada quarta-feira para avaliar a jornada 24 do Moçambola-2019, tendo analisado as declarações de Nacir Armando, treinador da União Desportiva de Songo, à comunicação social, no final do jogo diante do Ferroviário de Nampula, em que a sua equipa venceu.

O jogo, disputado na segunda-feira do dia 03 de Setembro, devido a questões organizativas, nomeadamente as ligações aéreas, depois do regresso dos “hidroeléctricos” de Songo do Marrocos, onde haviam disputado o jogo da última jornada da fase de grupos da Taça CAF, não foi bem visto pelo técnico, que criticou a marcação do jogo.

Nacir Armando, treinador da União Desportiva do Songo, disse ter-lhe sido negado o adiamento do jogo, uma vez que a equipa chegou extremamente fatigada depois de três dias de viagem após ter jogado no Marrocos. O técnico foi mais longe ainda ao afirmar que os organizadores do jogo não salvaguardaram os interesses da nação, pois a sua equipa contava com dois jogadores nos Mambas, nomeadamente Leonel (suplente não utilizado) e Kambala (titular no centro do terreno), para além dos internacionais malawianos Swin e Banda, que fim-de-semana representaram as suas selecções.

Assim, a Liga Moçambicana de Futebol, através do Comunicado Oficial número 119/LMF/DE/2018, instaurou um processo de inquérito contra Nacir Armando e como instrutor do processo foram nomeados Paulo Ezequiel e Mário Mambo, vogais efectivos do Conselho de Disciplina, para averiguarem e darem seguimento ao mesmo.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique