Mais de 40 jovens treinam habilidades para desenvolver Start-ups

Mais de 40 jovens treinam habilidades para desenvolver Start-ups

Financiado pela GIZ Experts, o Createc 2.0, concurso voltado à indústria criativa e negócios digitais, já movimenta quase meia centena de jovens empreendedores entre criativos e especialistas em tecnologias de comunicação e informação. O projecto arrancou na última sexta-feira, dia 18 de Outubro, na Cidade de Maputo.
 
Durante três dias, incluindo sábado e domingo, mais de 40 jovens juntaram-se para a primeira capacitação do projecto. Designado Bootcamp e Hackaton, o treinamento foi facilitado pela Flow Group. Essencialmente, os empreendedores estiveram expostos a metodologia de design thinking, de forma a poderem desenvolver melhor suas Start-ups, tendo em conta a importância da atitude para se atingir o sucesso.
 
Para o líder da Flow, o importante para os empreendedores é focar-se no essencial e cada um olhar de forma mais pragmática o seu projecto e o impacto que isso pode gerar na sociedade.
 
Leonel Mendes, representante da Improriso, um dos nove projectos que fazem parte do Createc 2.0, disse que durante o Bootcamp foi muito crucial para desenvolver o seu projecto. Aliás, logo no primeiro dia, a visão do seu grupo mudou radicalmente. Mendes revelou-nos que para além de dar seguimento a sua proposta – um festival de comédia de língua portuguesa que pretendia envolver humoristas de Moçambique, Brasil, Angola e Portugal – preferiu tornar Improriso numa marca nacional. “Estamos a reposicionar a nossa proposta para algo mais realístico, tendo em conta as nossas condições e com o apoio que a Createc irá dar”, assumiu Mendes.
 
O Createc 2.0 recebeu também um projecto voltado à comunicação. Trata-se de uma empresa chamada Yu, do Duclésio Chico. Foram três dias de ouro para o jovem empreendedor. Duclésio, visivelmente satisfeito, disse ter aprendido um conjunto de conceitos prioritários para a sua actividade, nomeadamente, como ser criativo, como desenvolver uma ideia, como estar focado e ter escolhas mais assertivas.
 
A literatura no Createc 2.0 está representada pela Ethale Publishing, uma editora que está neste momento a desenvolver um aplicativo digital de leitura de livros de autores africanos em português, inglês e kiswahili.  
 
O famoso projecto Carapinha – salão de cabeleireiro que usa matéria prima local, produtos naturais e reaproveita utensílios da cozinha moçambicana – também está no Createc. O seu mentor, Cláudio Chipanga, vê esta oportunidade como uma janela para mostrar o seu trabalho a nível nacional e internacional.
 
Participaram ainda do Bootcamp projectos de música, dança e teatro. Nos dias 15 e 26 de Novembro, as equipas voltam a juntar-se para ensaios de métodos de apresentação dos seus projectos aos potenciais investidores. A gala de apresentação final terá lugar no dia 28 de Novembro, na Incubadora do Standard Bank e contará com a presença de empresários e investidores.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique