Mambas, vamos a eles…

Mambas, vamos a eles…

É já na noite desta quinta-feira que os Mambas iniciam a campanha de qualificação rumo ao CAN-2021, quando defrontarem o Ruanda, no Estádio Nacional do Zimpeto, para a primeira jornada do grupo F. Luís Gonçalves e os jogadores, estão cientes do adversário que vão enfrentar, mas o ambiente é favorável para iniciar com uma vitória.

Arrancar a fase de qualificação com uma vitória é sempre essencial para atingir as aspirações do combinado nacional, de regressar a fina-flor do futebol continental, nove anos depois da última participação, em Angola, em 2010. É com este espírito e determinação que os Mambas vão entrar em campo, mais logo, quando defrontarem o Ruanda, para a primeira jornada do grupo F de qualificação a fase final do CAN, Camarões-2021.

Uma partida que não se avizinha fácil, tal como os próprios assumiram, na antevisão, hoje, durante a conferência de imprensa conjunta. Reinildo, Zainadine Jr. e Luís Gonçalves assumem o desejo de vencer e iniciar da melhor maneira a fase, mas reconhecem que o adversário não será pera-doce.

“Jogamos no nosso meio, diante do nosso público, que será a nossa fonte para realizarmos um bom jogo e vencer o nosso adversário. Respeitamos o adversário, mas o que nós queremos é sair do campo com os três pontos. É sempre bom começar a vencer e é isso que vamos procurar fazer. O ambiente no balneário está bom, estamos mais coesos e unidos e vamos implementar em campo as orientações do treinador”, foram algumas das frases mais ditas por Reinildo e Zainadine Jr., dois dos principais maestros da defensiva moçambicana.

 

Jogos do passado ficaram no passado

Luís Gonçalves, o seleccionador nacional, conseguiu um facto histórico ao nível do combinado nacional. Venceu os primeiros três jogos a frente dos destinos dos Mambas, facto nunca antes conseguido, pelo menos nos últimos 20 anos, em que passaram pela selecção nacional mais de cinco treinadores.

Gonçalves foi peremptório na sua explanação! Os resultados do passado fazem parte do passado e agora há que iniciar tudo do zero, tanto mais que “estamos a iniciar uma nova campanha e, por isso, do zero”. Diz que as expectativas são elevadas no seio dos jogadores, mas que estão a ser geridas “de forma positiva e profissional”, por forma a “sermos fortes e competentes em campo”, para vencer.

 

Não se ganham jogos por antecipação

Os Mambas querem vencer o jogo desta noite, isto é um facto, mas ainda não venceu! Ou seja, não se ganham jogos por antecipação, tal como reconhecem os jogadores e a equipa técnica. O mais importante é entrar determinados e focados para chegar aos golos necessários para terminar com vitória e os três pontos “na sacola”.

 

Treinos à porta fechada

Depois de um primeiro treino em que os moçambicanos e a imprensa esteve presente, na segunda-feira, a equipa técnica nacional decidiu fechar as portas para os treinos da terça e quarta-feira, respectivamente, tanto para o público, bem como para a imprensa.

E o motivo para tal acção não surpreendeu a ninguém: “nos fechamos dentro do grupo para nos conhecermos melhor, nos concentrarmos e traçarmos estratégias, sem que ninguém nos atrapalhe”, mas também porque “o adversário chegou na segunda-feira e não queremos dar qualquer espaço para eles nos estudar. Qualquer informação nas mãos do adversário é vital e pode nos custar alto”. Foram os dois motivos que levaram Luís Gonçalves a preferir pelos treinos a porta fechada, terça e quarta-feira.

 

Vencer para presentear aniversariante Dominguez

Mas há ainda um outro factor determinante para os jogadores somarem um triunfo no jogo de amanhã: o aniversário de Dominguez. Tal como acontecera diante das Maurícias, em que nas vésperas Mexer completou anos e os Mambas venceram por duas bolas sem resposta, desta feita é o capitão que está na expectativa de ser presentado com uma vitória. O internacional e capitão da selecção nacional completou 36 anos de idade hoje, quarta-feira, e os jogadores querem vencer amanhã para darem um presente e molharem o jogador com champagne em sua homenagem.

Por isso pedem que o público esteja na máxima força nas bancadas do Estádio Nacional do Zimpeto, para ajudar a felicitar o capitão dos Mambas, o “puto maravilha”.

O embate entre os Mambas e os ruandeses vai iniciar quando forem 18H00, no ENZ, e os bilhetes já estão a venda nas lojas da Shoprite e no local do jogo, aos preços de 150 meticais para as bancadas sol e topos, e 250 meticais para a bancada central.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique