Manuel de Araújo entende que atitudes de Tocova fragilizam MDM

Manuel de Araújo entende que atitudes de Tocova fragilizam MDM

O Presidente do Município de Quelimane, Manuel de Araújo, reconhece que as atitudes tomadas pelo presidente interino do município de Nampula, Manuel Tocova, fragilizam não apenas o partido Movimento Democrático de Moçambique (MDM), mas também todo o esforço para os processos de consolidação da democracia e do aprofundamento da descentralização, informa AIM.

Tocova encontra-se detido indiciado de porte ilegal de arma de fogo. O próprio presidente interino admite a acusação e revelou às autoridades policiais ter alugado a arma do tipo pistola para a sua segurança pessoal.

De acordo com AIM, Manuel de Araújo, membro do MDM, apontou uma das medidas que Tocova e qualquer cidadão devem tomar ao ver que a sua segurança está em perigo, como ele próprio disse.

“Vendo que a sua segurança está em risco, informe às autoridades competentes para que possam tomar as atitudes necessárias. Este é o caminho que todos devemos seguir. Se cada um de nós que se sentir em situação menos segura optar por fazer justiça pelas suas próprias mãos, vamos entrar num país de anarquia. É uma atitude condenável. Temos que tirar lições e ilações do que está a acontecer no país, em especial na cidade de Nampula. Eu distancio-me das atitudes de Tocova e isso já é público”, disse.

O edil de Quelimane falava ontem, em Maputo, durante a celebração dos 130 anos da cidade.
 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique