Mbate Pedro lança livros em Portugal e no Brasil

Mbate Pedro lança livros em Portugal e no Brasil

Amanhã, às 14h30, no Concelho de Sertã, no centro de Portugal, inicia a oitava edição da Maratona de Leitura, evento que reúne diversos autores de língua portuguesa, entre eles Mbate Pedro.

Naquela iniciativa literária, o poeta moçambicano foi convidado a participar em três actividades, sempre no último dia da Maratona, sábado. Na primeira actividade, o autor vai celebrar a leitura, lendo em voz alta durante 15 minutos, no programa “Leitura no palco das 24 horas a ler” sem interrupção (vários leitores concorrem para o efeito), na Alameda da Carvalha (Sertã), às 11h30; depois, vai participar na apresentação do livro Língua mãe: antologia, que reúne textos de vários autores presentes na Maratona, inclusive do próprio Mbate Pedro, no Pedrógão Pequeno, às 14h30; e, por fim, vai participar no Encontro entre escritores, com a são-tomense Olinda Beja, no Gonçalo Mogão (Sertã), às 16h.

A edição deste ano da Maratona de Leitura arranca com a oficina “Olhos de ver. Olhos de ler”, conduzida pelo contador de histórias brasileiro que trabalhou em Moçambique, Maurício Leite. Neste programa, de acordo com a organização, será desvendado o fascinante mundo das histórias contadas através das imagens.

E, ainda nesta edição, a Maratona de Leitura inclui na agenda sessões de promoção e degustação da gastronomia africana, dando a possibilidade dos participantes provarem um prato diferente por dia, em restaurantes de Pedrógão Pequeno. Mesmo a propósito de gastronomia, no Mercado Municipal da Sertã, o Chef Viriato Pã permitirá que o público assista à confeção de diversas iguarias tradicionais do continente africano. Isso na sexta-feira, às 10h30. E a celebração de África não fica por aí. No dia seguinte, sábado, às 15 horas, na Capela do Convento da Sertã, haverá um workshop de dança tradicional.

Durante os três dias do evento que terá feiras do livro, bibliotecas itinerantes provenientes de vários cantos de Portugal, cada uma acompanhada por um contador de histórias profissional, além de Mbate Pedro participam outros autores africanos, como são os casos do cabo-verdiano Germano Almeida e dos angolanos Lopito Feijóo e Ondjaki, este último participante da terceira edição do Festival de Literatura Resiliência, realizada em Maputo, em Maio.

Se nos anos anteriores a Maratona de Leitura homenageou autores, nesta edição o destaque vai para as literaturas africanas de língua portuguesa, tudo num ambiente de valorização do livro, garantindo-se a conexão entre os autores, influenciando-se hábitos.
Depois de Portugal, Mbate Pedro irá participar, entre 10 a 14 deste mês, no programa paralelo da 17a edição da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), realça o poeta: “considerado o maior encontro de escritores no Brasil e um dos maiores festivais literários do mundo”.

Nesta passagem pelo continente americano, Mbate Pedro irá lançar a edição brasileira de Vácuos, lembra o autor: “um dos 10 finalistas do Prémio Oceanos 2018, de um total de 1364 livros escritos em português e provenientes de todo o mundo”.

O lançamento do livro chancelado pela CEPE Editora está agendado para o dia 12, na Paratodxs. O evento será precedido por duas mesas com a participação de Mbate Pedro. A primeira, na Casa Edições Sesc, onde vai conversar sobre Língua Portuguesa e Cultura Moçambicana; na segunda, o poeta abordará a poesia moçambicana contemporânea, com a participação de Selma Caetano, curadora-coordenadora do Oceanos.

Além da Festa Literária Internacional de Paraty, Mbate Pedro, que viaja ao Brasil a convite da Associação Oceanos, participará de eventos em São Paulo e na Bahia.

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique