MDM considera retrocesso consensos alcançados para descentralização

MDM considera retrocesso consensos alcançados para descentralização

O presidente do Movimento Democrático de Moçambique, Daviz Simango, considera que o pacote de descentralização anunciado pelo Presidente da República é um retrocesso para a democracia e que concorre para a bipolarização partidária.

“Chegamos a duas principais conclusões, após ouvirmos a declaração do Presidente da República sobre a descentralização. A primeira é que este pacote é um retrocesso para a nossa democracia; é um acordo para enganar o povo, pois teremos presidentes dos conselhos municipais, administradores e governadores que não são da vontade popular. Portanto, os políticos de uma forma indirecta vão continuar a nomear a seu belo prazer e a impor ao povo quem os deve dirigir.

Segundo Simango, os consensos concorrem para a criação de um único partido, resultante da união do partido no poder e o maior partido de oposição. “Concluímos também que este é um acordo que concorre para a bipolarização e criando condições para que a FRENAMO (Uma alusão clara de uma suposta união entre a FRELIMO + RENAMO), não permita que haja outras forças políticas no âmbito do processo de governação”.

O líder do MDM considera que o povo não foi tomado em conta durante as negociações. “Entendemos que este acordo não tem o punho do suposto patrão, ou seja o povo. Seria importante que os dois políticos perguntassem ao povo moçambicano, se é esse o sistema de governação que gostariam de ter”.

O partido do galo diz não ser este o acordo que esperava, pois não permite autonomia dos governos provinciais. “Não encontramos nenhuma condição de funcionamento dos governos provinciais. Irão naturalmente dizer que este sistema estará numa legislação própria, mas está claro que teremos um governador apenas como gestor do dia-a-dia e sem poderes políticos e económicos. Portanto não é este tipo de acordo que nós esperávamos, e na nossa opinião, seguramente que milhares de moçambicanos não concordarão com este tipo de acordo. Para nós a pátria esta à venda”, concluiu.  

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique