MISAU admite responsabilizar-se pelos testes da COVID-19 nas equipas do Moçambola

MISAU admite responsabilizar-se pelos testes da COVID-19 nas equipas do Moçambola

Pode ser um grande alívio para as 14 equipas do Moçambola que, feitas as contas, têm que despender MZM 2 340 000,00 (dois milhões e trezentos e quarenta mil meticais) para cobrir os testes de despiste da COVID-19 nas 26 jornadas do campeonato nacional.

O Ministério da Saúde (MISAU) admite custear os testes de despiste da COVID-19 para a retoma segura dos treinos e competição.

Ontem, na actualização da informação sobre a COVID-19 no país e no mundo, a Directora da Saúde Pública, Rosa Marlene, disse que o MISAU poderá assumir a responsabilidade dos testes para salvaguardar o interesse da saúde pública.

 “Em relação a retoma dos treinos do futebol, não tenho informação, mas o que posso dizer é que se for necessário testar faremos, visto que isto é uma intervenção de saúde pública é da responsabilidade do Estado em termos de saúde pública proteger os nacionais”, frisou Rosa Marlene.

Os clubes nacionais dizem não ter capacidade para assumir os testes de despiste da COVID-19, uma das principais recomendações para a retoma segura das actividades desportivas.

 “Vai se ter em conta a capacidade que nós temos de testar os atletas e aí vamos tomar a melhor estratégia”, finalizou a Directora Nacional de Saúde Pública.
 
 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique