Moçambique avança no combate à corrupção

Moçambique avança no combate à corrupção

Moçambique subiu 15 lugares no ranking de combate a Corrupção, segundo um estudo divulgado hoje pela Transparência Internacional. O país saiu da posição 161 para 146 num total de 180 países avaliados em 2019.

Na edição de 2019 do Índice de Percepção de Corrupção, Moçambique obteve a nota 26, menos 3 pontos que em 2018. Assim, Moçambique subiu 15 posições em relação aos demais países avaliados. O país está hoje na posição 146, empatado com países como Angola, Nigéria e Bangladesh. Na edição de 2018, ocupava o lugar 161.

Em 2015, quando Filipe Nyusi tornou-se Presidente da República Moçambique ocupava a posição 119, tinha obtido 31 pontos, durante o seu primeiro ano de governação até subiu para a posição 111, no entanto em 2016, ano da descoberta das dívidas ilegais da Proindicus, EMATUM e MAM, Moçambique caiu para o lugar 142, com 27 pontos.

O Índice de Percepção da Corrupção, da Transparência Internacional, adota uma escala que vai de 0 (país percebido como muito corrupto) a 100 (muito íntegro). Foi criado em 1995, é um dos principais indicadores à escala mundial da corrupção no sector público, continua a ser liderada pela Dinamarca (87 pontos) e Nova Zelândia (87 pontos).


 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique