Moçambique reafirma compromisso com objectivos da Zona de Comércio Livre de África

Moçambique reafirma compromisso com objectivos da Zona de Comércio Livre de África

Uma delegação moçambicana chefiada pela vice-Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Maria Manuela dos Santos Lucas, participou no dia 07 de Julho, em Niamey, no Níger, na 12ª Sessão Extraordinária da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA). Maria Manuela dos Santos Lucas representou na reunião, o Chefe de Estado, Filipe Nyusi, que se encontra de visita oficial à Itália.

Segundo um comunicado de imprensa enviado ao "O País", Moçambique foi à reunião reafirmar o compromisso relactivo aos objectivos da Zona de Comércio Livre Continental Africana e acompanhar os progresso registados para a criação da mesma.

Na conferência, os Chefes de Estado e de Governo celebraram o primeiro aniversário da assinatura do acordo que estabelece a Zona de Comércio Livre Continental Africana(ZCLCA) e lançaram a fase operacional do Mercado Interno Africano. Na ocasião, os governantes decidiram que Gana será a sede da Zona de Comércio Livre Africana. Segundo o site Expresso das Ilhas, a decisão foi confirmada no domingo. É lá onde estará baseada a estrutura do Secretariado da Zona de Comércio Livre Continental Africana.

De acordo com o site, o lançamento da fase operacional acontece numa altura em que 27 países, incluindo São Tomé e Príncipe, ratificaram o acordo, assinado agora por 54 dos 55 países da União Africana, depois de a Nigéria, a maior economia do continente, ter assinado e ratificado o documento no decorrer da cimeira.

Numa declaração na rede social Twitter, o Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, sublinhou a importância de adesão ao acordo, adiantando que a Nigéria irá manter a sua “forte liderança” em África na implementação da zona de livre-comércio.

Importa referir que, recentemente, na Cimeira EUA-África, realizada em Maputo, o Presidente da República,  Filipe Nyusi, referiu que "a entrada em vigor da Zona de Comércio Livre do Continente Africano representa um passo importante rumo à massificação do comércio inter-regional no continente, pois tem o potencial de criar um mercado de 1,2 biliões de pessoas com um Produto Interno Bruto agregado de cerca de 2,5 trilhiões de dólares norte-americanos".

Fizeram parte da delegação moçambicana, o vice-Ministro da Indústria e Comércio, Júlio Pio e a embaixadora de Moçambique na Etiópia e Representante Permanente na União Africana Albertina Domingos Mac Donald.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique