"Não existe qualquer actividade humana isenta de erros e assumo que também os cometi”

O ex-presidente angolano, José Eduardo dos Santos, que cessou hoje as suas funções como presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) assumiu, no discurso de abertura do sexto congresso extraordinário do MPLA, ter cometido erros durante a sua governação, mas garante que sai de cabeça erguida.

"Não existe, naturalmente, qualquer actividade humana isenta de erros e assumo que também os cometi, pois só deste modo os podemos ultrapassar", disse dos Santos.

José Eduardo assumiu o cargo como Chefe do Estado angolano em 21 de Setembro de 1979, após a morte do então presidente António Agostinho Neto. Dos Santos disse estar pronto para passar a liderança do partido ao próximo presidente.

"Deixo-vos o meu modesto legado, para que continuem a trilhar os caminhos das nossas figuras", afirmou.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique