OMS acusa Tanzânia de não partilhar informação pormenorizada sobre o provável surto do ébola

OMS acusa Tanzânia de não partilhar informação pormenorizada sobre o provável surto do ébola

O surto do ébola mostra-se cada vez mais preocupante dia-pós-dia, sobretudo, quando há informações de que países vizinhos da República Democrática do Congo têm registado casos de alguns pacientes contaminados. Por isso, a partilha de qualquer informação sobre ébola é crucial para o combate a esta epidemia hemorrágica.

Entretanto, a OMS acusa a Tanzânia de negar partilhar informação sobre o eventual surto do ébola neste país, quando há informações que dão conta que uma mulher de 34 anos teria morrido vítima do vírus de Ébola em Dar-es-Salam,  no passado dia 8 deste mês.

Ademais, as autoridades da Tanzânia teriam realizado dois testes de ébola, sendo que o primeiro deu negativo e ainda não são conhecidos os resultados do segundo.

Entretanto, o Governo da Tanzânia informou no último fim-de-semana que não identificou nenhum caso do ébola, mas não se pronunciou sobre a morte de uma mulher cujo teste de ébola deu positivo. Desde início do ano passado, o surto do ébola fez mais de dois mil mortos na República Democrática do Congo.

A República Democrática do Congo vai testar em breve uma nova vacina contra ébola fabricada pela empresa norte-americana Johnson & Johnson, informou News 24.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique