OMS alerta: Se o fumo do tabaco mata, a poluição do ar mata em igual ou maior escala

OMS alerta: Se o fumo do tabaco mata, a poluição do ar mata em igual ou maior escala

A Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra-se preocupada com a poluição do ar que causa cerca de sete milhões de mortes por ano, o que corresponde a até 1/3 das mortes por acidente vascular cerebral, câncer de pulmão e doenças cardíacas.

Entretanto, a OMS entre os dias 30 de Outubro a 1 de Novembro de 2018 organiza na sua sede, em Genebra, em colaboração com a ONU e várias organizações ligadas ao meio ambiente e clima, a primeira Conferência Global sobre Poluição do Ar e Saúde.

A Conferência responde a um mandato da Assembleia Mundial da Saúde para combater uma das causas mais significativas de mortalidade prematura do mundo, a poluição do ar. E tem o objectivo de apresentar evidências, identificar lacunas e soluções, que serão direcionados a profissionais e outros representantes técnicos e políticos do setor de saúde e outros sectores relevantes.

Segundo o site da OMS, a poluição do ar doméstico é um dos principais causadores de morte nos lares rurais e urbanos pobres. E considera que existem estratégias acessíveis e conscientes para reduzir as principais emissões poluentes dos setores de transporte, energia, agricultura, resíduos e habitação.

Serão discutidas também, na conferência estratégias e soluções a serem adoptadas por países e cidades para melhorar a qualidade do ar a nível urbano e familiar, como colaborações intersectoriais entre os setores de saúde, meio ambiente e desenvolvimento para reduzir a poluição do ar e mitigar as mudanças climáticas; criação de parcerias e advocacia com países e cidades, parceiros da ONU, agências de desenvolvimento, pesquisa, universidade e sociedade civil.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique