Resultado das Buscas " Blues"




  • Os acólitos da estupidez

    Não tenho muito para dar aos que comigo caminham. Tenho tido poucos caminhos, muitos passos e destinos incertos. Com os meus companheiros sempre terminamos em pequenas missas nas barracas onde o dízimo da cerveja é barato.

    18 de Julho 22h21, Sérgio Raimundo
  • O schotch de João Paulo...

    O schotch de João Paulo...

    Foi em 2008 que João Paulo fixou a sua estrondosa voz na pauta musical e silenciosa do tempo. Um Bluesman não morre, porque a sua actividade é a de diluir a morte no blues e no schotch.

    17 de Junho 16h10, Sérgio Raimundo
  • Pacientes do HCM celebram saúde ao ritmo do Jazz

    Pacientes do HCM celebram saúde ao ritmo do Jazz

    Os pacientes da Oncologia do Hospital Central de Maputo (HCM) tiveram um dia bem diferente, esta tarde, não fosse Moreira Chonguiça, os meninos do Big Band e outros músicos la terem ido tocar.

    30 de Abril 17h05, José dos Remédios
  • António Pinto de Abreu

    O teu nome titula este infausto texto. É-me impossível pensar num outro epíteto ao redigir esta evocação. Hoje, como a 2 de Agosto, quando morreste, quando nos morreste, eu queria eximir-me desta tarefa.

    15 de Março 00h26, Nelson Saúte
  • Pão nosso de cada noite

    Nasceu a 15 de Fevereiro de 1924, na vetusta Lourenço Marques – passam hoje 94 anos -, morreu a 11 de Junho de 2009, aos 85 anos. Era conhecido, sobretudo, como fotógrafo – repórter fotográfico ou fotojornalista -, dos mais talentosos que Moçambique viu nascer. Chamava-se Ricardo Achiles Rangel.

    14 de Fevereiro 22h29, Nelson Saúte
  • Soweto Blues

    Masekela foi talvez, de todos os músicos sul-africanos, o mais solidário. Falou de Moçambique e dos moçambicanos em todos os espectáculos que fez e em que cantou “Stimela”, provavelmente a sua música mais emblemática, aquela que melhor lhe consigna a condição de activista, militante, lutador.

    25 de Janeiro 00h22, Nelson Saúte
  • Morreu Hugh Masekela vítima de doença

    Morreu Hugh Masekela vítima de doença

    Hugh Masekela morre aos 78 anos de idade vítima de doença prolongada , segundo jornais sul-africanos, Channel24 e Sunday world.

    23 de Janeiro 10h43, Redacção
  • Mangas Verdes com Sal

    Quando o descobri, fortuitamente, na minha adolescência, o seu nome não era referido nem a sua obra aludida.

    20 de Dezembro 15h36, Nelson Saúte
  • “Estamos a inserir Maputo na rota dos grandes concertos”

    “Estamos a inserir Maputo na rota dos grandes concertos”

    Belmiro Quive é o grande responsável pela vinda de artistas de grande gabarito a Maputo, casos de George Benson, Marcus Miller ou Richard Bona. Como promotor de espectáculos da BDQ, o mentor do Moments of Jazz explica, nesta entrevista, o que implica trazer estrelas da música.

    27 de Novembro 20h03, José dos Remédios
  •  Aeroporto, símbolo da transversalidade

    Aeroporto, símbolo da transversalidade

    O Aeroporto é um bairro único na cidade de Maputo. Diferente. Graças à sua extraordinária e encantatória localização, para ele confluem várias vozes com outros cânticos, para ele confluem todas as pedras fundamentais entre o Aeroporto Internacional, a linha férrea, a vala de drenagem...

    10 de Agosto 21h06, Amosse Mucavele
  • “Oficina poética” marcada de memórias

    “Oficina poética” marcada de memórias

    Um autor: Luís Carlos Patraquim. Dois livros: “O Senhor Freud nunca veio a África” (crónica) e “Música extensa” (poesia). Havia melhor presente para os seus 40 anos de produção literária?

    13 de Julho 13h04, Elcídio Bila
  • Billy Ocean a caminho de Maputo

    Billy Ocean a caminho de Maputo

    O “Moments of jazz” é sem dúvida um novo paradigma na produção de espectáculos em Moçambique. A série de concertos que agita Maputo há quatro anos resgata o público que já não tinha fé em espectáculos que concretizam seus sonhos.

    13 de Junho 13h36, Elcídio Bila
  • "Um dos problemas da nossa literatura é estar trancada num beco sem saída"

    Adelino Timóteo é um dos escritores nacionais que mais publica na actualidade. Tal evento concorre para que o autor de Nós, os do Macurungo seja alvo de alguns “ataques” por parte dos seus homólogos. Mas Timóteo não se deixa levar com as “querelas” à volta da sua velocidade de escrita.

    12 de Maio 18h44, José dos Remédios




Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique