Resultado das Buscas " Poeta"




  • José Pastor

    Viera de Cuba, a ilha de Fidel e da revolução mítica das Caraíbas, quando o conheci. É preciso dizer que, naquela época, o vocábulo “revolução” não se dissolvera ainda no alvoroço, no tumulto, no turbilhão, na voragem, no remoinho, no vórtice de uma sociedade que transitou da utopia.

    08 de Agosto 11h41, Nelson Saúte
  • “Bíblia Lounge” de Leco Nkhululeko

    “Bíblia Lounge” de Leco Nkhululeko

    A primeira “bíblia” no campo do romance das letras nacionais veio pela mão de Dóm Midó das Dores e Leco Nkhululeko, dentro da poesia.

    06 de Agosto 20h49, Sérgio Raimundo
  • Ungulani Ba Ka Khosa

    Começo por uma célebre e remotíssima “boutade”, do Ungulani Ba Ka Khosa, proferida numa entrevista à brasileira Cremilde de Araújo Medina: “A Charrua é a melhor revista literária do mundo!”. Esta frase denuncia a personagem Ungulani, um verdadeiro iclonoclasta, um destemido provocador.

    01 de Agosto 09h05, Nelson Saúte
  • Elogio de Sábado

    Billie Holiday canta “Come rain or come shine.” Parece que a chuva abrandou. Leio José Craveirinha. Poema “Lustro”: “Velha quizumba/ de olhos raiados de sangue/serve-me os rins da angústia/ e a dentes de nojo/ carnívora rói-me a medula infracturável do sonho.”

    18 de Julho 22h25, Nelson Saúte
  • Fernando Manuel, «O HOMEM SUGERIDO»

    Bem vistas as coisas aquele foi o primeiro convite que recebi dos chamados jornais independentes da praça. O que me impressionou foi a saudação trocada com a voz doutro lado da linha:

    12 de Julho 08h39, Celso Muianga
  • A leitura como pressuposto da boa escrita

    Todos os exercícios da leitura são, como é por demais evidente, importantíssimos para a questão e gestão de vida vivida no mundo social cada vez mais globalizado dos nossos novos tempos.

    09 de Julho 08h50, J.A.S. LOPITO FEIJÓO K.
  • 25 talentos já constroem castelo de sonho no MOZKIDS

    “Quem nasceu neste país é flor”. Então, o Cine Scala, em Maputo, transformou-se num jardim autêntico e o palco lá montado uma montra do que de melhor se tem no jardim, não fosse por ali terem perfilado vaticínios de sonhos por via da revelação de aptidões ainda em formação.

    01 de Julho 16h01, José dos Remédios
  • Resposta à «benção»!

    Saudações, caros ouvintes da Rádio Boca! O escritor Faife respondeu à carta de Suaila Ginabay.

    27 de Junho 15h33, Celso Muianga
  • Mundial de Futebol no Grupo Dinamizador

    Mundial de Futebol no Grupo Dinamizador

    O primeiro Mundial de Futebol a que assisti, pela televisão, foi o de Espanha em 1982. Tinha quinze anos e era assíduo frequentador do Grupo Dinamizador, ali entre as avenidas Ahmed Sekou Touré e Filipe Samuel Magaia, nos dias dos jogos.

    20 de Junho 11h15, Nelson Saúte
  • Fátima Mendonça

    Tínhamo-nos conhecido na Associação dos Escritores nos meados dos anos 80 e houve, desde logo, uma grande empatia entre nós. Fátima Mendonça era uma reputadíssima professora universitária e divulgadora incontornável da literatura moçambicana e eu um miúdo intrépido que queria saber e fazer tudo.

    13 de Junho 22h32, Nelson Saúte
  • Notas sobre a morte do livro, a ressurreição¹

    Uma casa sem nome, mas cheia de rostos: comecemos pelo lado carrancudo que se dá pelo nome de Vasquez e assim começo também eu por cumprimentar o meu colega do painel e irmão de São-Tomé e Príncipe, Orlando Piedade, autor dos livros que confesso desconhecer.

    31 de Maio 21h26, Mbate Pedro
  • Malidza

    Carneiro Gonçalves: “Caminhai célere, ó jovem povo do Quiteve, e vinde ouvir a história de Malidza, que morreu de amor. Uma grande ternura agasalhava-lhe o corpo de ébano (que ela protegia para Kilomko, o guerreiro) e punha nos seus olhos cintilações habitadas pelos génios antigos das florestas.

    30 de Maio 20h23, Nelson Saúte




Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique