Resultado das Buscas " Romance"




  • As fragilidades da escrita em Pétalas d’água

    No que tange ao trato da língua/linguagem temos na obra de Chakil Aboobacar um exercício sugestivo. Em contrapartida, há tantos outros recursos indispensáveis à trama olvidados ou deixados à margem, daí certas fragilidades imporem-se no livro. Comecemos pelas descrições.

    19 de Setembro de 2018 17h47, José dos Remédios
  • Um olhar ao livro “Recados da alma” de Bento Baloi

    Lido o livro, e por um sentimento de alma, como o próprio autor nos sugere no título do livro, fica realmente um sentimento de estima e gratidão para quem sabe amar e sonhar sem fronteiras e sem preconceitos.

    17 de Setembro de 2018 17h22, Armando Artur
  • No dia em que vi a Nicole Kidman arrebatadoramente nua

    Nessa tarde, nem as minhas mais ingentes fantasias seriam capazes de estar à altura daquela vertiginosa imagem da musa australiana. Eu acabara de a ver nua em De olhos bem fechados, do mítico Stanley Kubrick, e estava ainda atordoado com o sublime enlevo daquela hierática silhueta.

    12 de Setembro de 2018 21h50, Nelson Saúte
  • Mia Couto será lido em Mandarim

    Mia Couto será lido em Mandarim

    O livro clássico da literatura moçambicana, “Terra Sonâmbula”, estará brevemente disponível em mandarim, língua falada por 1,4 biliões de pessoas na China, após os entendimentos nesse sentido entre o autor, Mia Couto e as várias entidades responsáveis pelo trabalho de publicação.

    30 de Agosto de 2018 17h46, Sérgio Raimundo
  • Brasil condecora Ungulani Ba Ka Khosa com Ordem de Rio Branco

    Brasil condecora Ungulani Ba Ka Khosa com Ordem de Rio Branco

    Ba Ka Khosa diz que essa honraria é o significado de 30 anos de carreira literária, facto que data da publicação do livro que é considerado o primeiro romance histórico moçambicano “Ualalapi”, publicado em 1987.

    29 de Agosto 2018 11h46, Hélia Chopo
  • Mahamba na Suíça e Johannesburg

    Mahamba na Suíça e Johannesburg

    Acompanhar os festivais, produções artísticas, estabelecer contactos e trocas de experiências através de residências artísticas e encontros com as universidades que tenham departamentos de drama, constituem a principal agenda da estadia deste trio da África Austral nas terras Helvéticas.

    28 de Agosto de 2018 16h14, Sérgio Raimundo
  • O que importa na escrita de Lúcia Baptista

    Simultaneamente, este Serpentear nas esteiras do tempo é uma história de três gerações. Aliás, quando a narração começa, pode-se ficar com sensação de que o protagonista é Samuel, pai de Joana, pois, no primeiro capítulo, todas as focalizações incidem nele.

    22 de Agosto 18h54, José dos Remédios
  • “Bíblia Lounge” de Leco Nkhululeko

    “Bíblia Lounge” de Leco Nkhululeko

    A primeira “bíblia” no campo do romance das letras nacionais veio pela mão de Dóm Midó das Dores e Leco Nkhululeko, dentro da poesia.

    06 de Agosto 20h49, Sérgio Raimundo
  • A redenção literária de Almeida Cumbane

    A literatura, e em concreto o romance, não é uma partida de ideias onde os sonhos e a realidade são enrolados num pano de ficção para servirem de bola de trapos.

    24 de Julho 22h37, Sérgio Raimundo
  • Entre eu e Deus – o reflexo de um conflito em ebulição?

    A arte continua sendo uma dimensão importante na problematização da realidade. No contexto moçambicano, o conto, a novela, o romance e os filmes sempre foram lugares profícuos na recriação de certas peripécias quotidianas.

    18 de Julho 22h32, José dos Remédios
  • Fernando Manuel, «O HOMEM SUGERIDO»

    Bem vistas as coisas aquele foi o primeiro convite que recebi dos chamados jornais independentes da praça. O que me impressionou foi a saudação trocada com a voz doutro lado da linha:

    12 de Julho 08h39, Celso Muianga
  • Capitão de médio curso

    Foi o meu dilecto amigo Álvaro Belo Marques, de quem fui discípulo, quem me havia de levar a Baptista-Bastos. Sabia da minha devoção intrémula por ele.

    27 de Junho 22h14, Nelson Saúte
  • A descoberta d’alma*

    Falar de «Recados da Alma», romance de estreia de Bento Baloi, publicado em Moçambique pela Fundação Fernando Leite Couto, em Novembro de 2016, e que teve em 2018 a sua edição portuguesa, pela Ideia Fixa, obriga-me a passar pela memória do nosso primeiro encontro.

    19 de Junho 23h27, Paulo M. Morais
  • Dadinha

    Quando, em Novembro 1990, parti para estudar em Portugal, levava na mala, entre outras coisas, uma providencial cassete de música moçambicana.

    06 de Junho 21h20, Nelson Saúte
  • Malidza

    Carneiro Gonçalves: “Caminhai célere, ó jovem povo do Quiteve, e vinde ouvir a história de Malidza, que morreu de amor. Uma grande ternura agasalhava-lhe o corpo de ébano (que ela protegia para Kilomko, o guerreiro) e punha nos seus olhos cintilações habitadas pelos génios antigos das florestas.

    30 de Maio 20h23, Nelson Saúte




Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique