Resultado das Buscas "Literatura"




  • As fragilidades da escrita em Pétalas d’água

    No que tange ao trato da língua/linguagem temos na obra de Chakil Aboobacar um exercício sugestivo. Em contrapartida, há tantos outros recursos indispensáveis à trama olvidados ou deixados à margem, daí certas fragilidades imporem-se no livro. Comecemos pelas descrições.

    19 de Setembro de 2018 17h47, José dos Remédios
  • Pedro Pereira Lopes escala Brasil

    Pedro Pereira Lopes escala Brasil

    Pedro Pereira Lopes escala Brasil, num périplo que inicia no dia 21 de Setembro, em São Paulo, onde na Casa Amarela participará de uma mesa redonda com o escritor brasileiro Escobar Franelas.

    14 de Setembro de 2018 18h11, O País
  • No dia em que vi a Nicole Kidman arrebatadoramente nua

    Nessa tarde, nem as minhas mais ingentes fantasias seriam capazes de estar à altura daquela vertiginosa imagem da musa australiana. Eu acabara de a ver nua em De olhos bem fechados, do mítico Stanley Kubrick, e estava ainda atordoado com o sublime enlevo daquela hierática silhueta.

    12 de Setembro de 2018 21h50, Nelson Saúte
  • A condição humana em Chakil Aboobacar

    Na literatura moçambicana, concretamente na prosa, existem quatro gerações operando no mesmo plano histórico.

    04 de Setembro de 2018 17h35, Amosse Mucavele
  • “Barrigudo” de Hélder Muteia nas livrarias

    “Barrigudo” de Hélder Muteia nas livrarias

    “Barrigudo” intitula o conto inaugural do novo livro do membro fundador da Charrua, a obra em causa, O barrigudo e outros contos, será lançada às 17h da próxima quinta-feira.

    03 de Setembro de 2018 21h02, José dos Remédios
  • Zeca Murrasse parte com sua pobreza...

    Zeca Murrasse parte com sua pobreza...

    Era pesado porque tinha um duplo peso: corpo desfeito de morte e pobreza alimentada de esquecimento. Chorou-se muito no Cemitério de Michafutene, distrito de Marracuene, província de Maputo.

    01 de Setembro de 2018 17h16, Sérgio Raimundo
  • Mia Couto será lido em Mandarim

    Mia Couto será lido em Mandarim

    O livro clássico da literatura moçambicana, “Terra Sonâmbula”, estará brevemente disponível em mandarim, língua falada por 1,4 biliões de pessoas na China, após os entendimentos nesse sentido entre o autor, Mia Couto e as várias entidades responsáveis pelo trabalho de publicação.

    30 de Agosto de 2018 17h46, Sérgio Raimundo
  • O que importa na escrita de Lúcia Baptista

    Simultaneamente, este Serpentear nas esteiras do tempo é uma história de três gerações. Aliás, quando a narração começa, pode-se ficar com sensação de que o protagonista é Samuel, pai de Joana, pois, no primeiro capítulo, todas as focalizações incidem nele.

    22 de Agosto 18h54, José dos Remédios
  • José Pastor

    Viera de Cuba, a ilha de Fidel e da revolução mítica das Caraíbas, quando o conheci. É preciso dizer que, naquela época, o vocábulo “revolução” não se dissolvera ainda no alvoroço, no tumulto, no turbilhão, na voragem, no remoinho, no vórtice de uma sociedade que transitou da utopia.

    08 de Agosto 11h41, Nelson Saúte
  • Ungulani Ba Ka Khosa

    Começo por uma célebre e remotíssima “boutade”, do Ungulani Ba Ka Khosa, proferida numa entrevista à brasileira Cremilde de Araújo Medina: “A Charrua é a melhor revista literária do mundo!”. Esta frase denuncia a personagem Ungulani, um verdadeiro iclonoclasta, um destemido provocador.

    01 de Agosto 09h05, Nelson Saúte




Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique