PR faz entrega de 204 autocarros de transporte público

PR faz entrega de 204 autocarros de transporte público

O Presidente da República, Filipe Nyusi, dirigiu hoje a cerimónia de entrega de 205 autocarros a operadores privados e públicos de transporte de passageiros. Os mesmos serão distribuídos em todas as capitais provinciais, incluindo a cidade de Maputo e as vilas de Marracuene e Boane. Com estes autocarros e mais 70 que deverão chegar ao país até ao próximo mês de Junho, a disponibilidade de transporte público urbano no país deverá subir para 72%, ou seja, capacidade de transportar mais de 400 mil passageiros por dias contra os 10% ou seja, mais de 66 mil que existia nos princípios de 2015.

O Governo pretende alcançar a meta de transportar até ao final do presente ano mais de 92% dos passageiros existentes nas cidades do país a cada dia com a aquisição e distribuição de mais autocarros. A meta é que sejam entregues mil autocarros e desde 2015 foram distribuídos pelo país 500 autocarros de transporte de passageiros a operadores privados e públicos. E a estratégia do Governo tem sido a entrega, em forma de crédito, aos operadores privados porque a fase piloto que compreendeu a distribuição de 50 autocarros a transportadores filiados à Cooperativa dos Transportadores do Corredor 1, que operam as rotas Zimpeto, Museu e Baixa na cidade de Maputo tem se revelado a estratégia acertada uma vez que quase todas viaturas entregues continuam operacionais e na sua maioria em bom estado de conservação, o que poderia não estar a acontecer se tivesse sido atribuído só ao sector público.

Aliás, durante a cerimónia, foi premiado um transportador filiado a Cootrac que, ao fim de quase três anos, o seu autocarro nunca registou acidente de viação, muito menos avarias e cumpre escrupulosamente o plano de manutenção. A avaliação foi feita para empresa que é encarregue de fazer as manutenções dos autocarros adquiridos pelo Governo. Como recompensa, o transportador recebeu um jogo de pneus para o autocarro e os seus dois motoristas com um valor de monetário de 100 mil Meticais cada um.

Dirigindo-se aos presentes na cerimónia, o Chefe de Estado recorreu a este exemplo para deixar um apelo aos transportadores “este é um exemplo a seguir por parte de todos os outros transportadores que receberão ou terão a oportunidade de explorar as novas viaturas queremos no futuro reconhecer mais operadores, quer pela conservação dos autocarros atribuídos, quer pelo cumprimento integral dos termos contratuais estabelecidos, assim como pelo aumento do número da sua frota com o produto dos lucros deste projecto e venham também distinguir-se no processo de exploração das rotas” disse Filipe Nyusi.

Dos 204 autocarros entregues, 105 foram distribuídos para transportadores da Região do Grande Maputo, sendo os restantes serão alocados as restantes capitais provinciais sendo a maioria para o sector privado e outras para as empresas municipais de transportes onde existirem. Na Região do Grande Maputo, sete autocarros foram entregues à Cooperativa dos Transportadores do Distrito de Marracuene, 32 autocarros para a Cooperativa dos Transportadores do Corredor 1 que operam a rota Zimpeto, Baixa e Museu na cidade de Maputo, 18 para a Cooperativa dos Transportadores de Albasine que fazem a rota Albasine, Baixa e Museu via circular de Maputo. A Cooperativa dos Transportadores da Matola recebeu mais 28 autocarros que se somam aos outros 18 recebidos em Dezembro do ano passado e em Fevereiro do presente ano 38 autocarros passando a contar com 84 autocarros. E o remanescente 20 para a Cooperativa dos Transportadores de Boane.

O Presidente da República congratula-se ao ver que a estratégia do Governo está a resultar na melhoria da qualidade do conforto com que os utentes do transporte público urbano estão a ser transportados para além de estar a reduzir todas as outras dificuldades que o sector enfrenta “o crónico problema de encurtamento de rotas apesar de ainda persistir reduziu bastante e acreditamos que pode reduzir ainda mais. O tempo de viagem de serviço-casa e vice-versa principalmente nas horas de ponta também reduziu consideravelmente, a quantidade de autocarros de 15 lugares tende a diminuir dando lugar a outros de maior dimensão e conforto” referiu o Chefe de Estado.

Por outro lado, Filipe Nyusi prometeu continuar a lutar para que o problema de falta de transportes seja ultrapassado nas cidades moçambicanas “apesar de reconhecer algumas melhorias no transporte público urbano, renovamos o nosso compromisso de não descansar enquanto uma parte da nossa população continuar a ser transportada através de carrinhas de caixa aberta, por isso, estamos aqui para dar a cara para reiterar o nosso compromisso” reiterou.

O Chefe de Estado quer ainda dos transportadores que escrupulosamente evitem os acidentes de viação e adquiram seguro contra todos os riscos para proteger as viaturas e os utentes em caso de qualquer incidente.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique