Presidente do Kosovo acusado de crimes de guerra

Presidente do Kosovo acusado de crimes de guerra

O Presidente do Kosovo, Hashim Thaci, foi formalmente acusado, esta quarta-feira, contra a humanidade e crimes de guerra, durante o conflito contra a Sérvia no final da década 1990. A acusação foi feita pelo procurador do Tribunal especial para o Kosovo em Haia, na Holanda.

A acusação obrigou Hashim Thaci a interromper a viagem aos Estados Unidos, onde se reunir com o homólogo sérvio Aleksandar Vu?i?, numa tentativa de normalizar as relações entre os dois países.

“Neste processo, todos os principais dirigentes do exército de libertação do Kosovo foram declarados inocentes, o que prova que foram os sérvios e não os albaneses a cometer crimes de guerra”, disse o antigo presidente do parlamento e líder do partido democrático do Kosovo, Kadri Veseli.  

Thaçi é presidente desde 2016. Em 2008, foi o principal artífice da declaração de independência, que continua a não ser reconhecida por vários países. É agora acusado de mortes, perseguições e torturas-crimes que terão sido cometidos quando era guerrilheiro no conflito que opôs os kosovares albaneses aos sérvios no final dos anos 90.

Este conflito só terminou quando a campanha de bombardeamentos da NATO, em 1999, obrigou ao recuo das tropas da então Jugoslávia.


 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique