Problemas detectados pela CAF no ENZ têm dias contados

Problemas detectados pela CAF no ENZ têm dias contados

O Secretário do Estado do Desporto, Carlos Gilberto Mendes, diz que já há solução para os problemas detectados pela CAF em relação ao Estádio Nacional do Zimpeto e que as intervenções a serem feitas não terão custos orçamentais, uma vez estarem dentro da garantia com o empreiteiro chinês

 

Os problemas levantados pela Confederação Africana de Futebol no Estádio Nacional do Zimpeto e que interditam o campo de acolher os jogos da selecção nacional e das competições africanas de clubes tem solução à vista. A garantia é do Secretário do Estado do Desporto, Carlos Gilberto Mendes, que assegura que foram identificados todos os problemas levantados.

“Foram vários aspectos levantados, como as medições do campo, em termos de centímetros que se adequem às medições internacionais dos campos que podem acolher jogos da CAF, os torniquetes que garantem a entrada segura dos assistentes e a contagem exata do número de espectadores, que é isso que a CAF e a FIFA querem e a qualidade da relva, que deve ser melhorada. Soa aspectos que já fomos lá ver e sabemos como devem ser feitas estas intervenções”, disse o Secretário do Estado do Desporto, Gilberto Mendes.

Em termos orçamentais, Gilberto Mendes assegura que todos problemas detectados estão dentro da garantia com o empreiteiro chinês e não terão muitos custos aos cofres do estado. “A situação da iluminação está coberta com a garantia que temos com empreiteiro, há problemas a nível de bancadas, que começaram a ceder e a ter rachas, também está dentro do contrato com o empreiteiro, os torniquetes também fazem parte do contrato inicial e também estão coberto”, garantiu Mendes que confirmou que, “por isso não teremos muitos gastos assim, porque temos quase tudo dentro do contrato e que só precisa ser activado”.

Mendes disse ainda que já foram feitos contactos com o empreiteiro através da embaixada da china em Moçambique para a correcção de todas irregularidades detectadas pela Confederação Africana de Futebol.

Aliás, as obras já iniciaram e estarão prontas bem antes da reinspecção que será feita pela CAF, a 15 de Junho. O que falta é que estado de emergência termine e as fronteiras sejam abertas para que chegue o material de iluminação e todo equipamento.

Mas também: “a questão dos torniquetes já está a ser tratada com três propostas que já temos em cima da mesa para a questão da segurança e em relação a relva já abrimos um concurso para a empresa que vai começar a tratar desse assunto” assegurou o Secretário do Estado do Desporto para quem “num curto espaço de tempo teremos novamente aqui a inspecção da CAF a dar o aval para que a selecção nacional volte a usar o Estádio nacional do Zimpeto”.

Gilberto Mendes deu estas garantias durante o encontro que manteve com os jornalistas desportivos para apresentar o plano nacional de estruturação e de financiamento do desporto moçambicano.

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique