“Queremos que os moçambicanos sejam os maiores beneficiários dos projectos de gás”

“Queremos que os moçambicanos sejam os maiores beneficiários dos projectos de gás”

O Presidente da República, Filipe Nyusi, disse que o Seminário de Oportunidades Locais, que decorre em Pemba, representa um uma mais-valia para mudar o paradigma da relação entre os grandes investimentos, o Governo, as comunidades locais e o empresariado nacional.

“O Governo continua a trabalhar para o incremento do desempenho da nossa economia, não precisamos de gritar que a nossa economia está em franca recuperação, precisamos de prová-lo”, disse Nyusi.

O Estadista afirmou ainda que os desafios pelos quais o país tem passado em todas as esferas, a partir das adversidades naturais até ao nível económico-financeiro, são uma lição quer para o empenho colectivo dos moçambicanos na procura da paz efectiva bem como na melhoria da exploração dos recursos minerais, transformando-os em riquezas que sirvam os moçambicanos.

“Queremos que os moçambicanos sejam os maiores beneficiários dos projectos de gás”, acrescentou.

Nyusi disse que a criação das oportunidades locais faz parte das estratégias para o sector de petróleo e gás onde a indústria deve contribuir com a criação de empregos, desenvolvimento tecnológico, aumento de renda nacional, individual, no crescimento económico e melhoria da vida de todos moçambicanos.

“É visão do Governo que o conteúdo local em Moçambique facilite a participação do nosso empresariado no mercado internacional e oferta de bens e serviços de forma a tornar-se cada vez mais competitiva”, referiu Nyusi.

O Estadista afirmou que o evento servirá para assegurar mais oportunidades locais de empregos e de qualificação de mão-de-obra nacional. E que, o seminário tem como objectivo tornar mais robusto o sector empresarial nacional que constitui mais-valia num Estado cada vez mais forte e facilitar as actividades dos investidores do petróleo e gás, com destaque para a empresa Anadarko.

“Com a iniciativa do Governo e parceiros da área 1 pretende-se dar a conhecer a todos moçambicanos com a máxima transparência possível as oportunidades de negócio e os requisitos para se obter emprego na Anadarko”, afirmou o estadista.

O Presidente destacou a importância de uma participação significativa de empresas e dos moçambicanos, neste projecto de maior investimento estrangeiro de liquefação do gás natural alguma vez realizado em Moçambique, acrescentando que os moçambicanos devem ser os maiores beneficiários das oportunidades de negócios disponíveis em multinacionais que investem no país. “Essas empresas devem crescer com o empresariado nacional e com Moçambique”, disse.

Segundo o Estadista, a expectativa do Governo é que o projecto dinamize o desenvolvimento de uma cadeia de valores que fomente a industrialização do país, e exorta os agentes económicos a organizarem-se em associações ou cooperativas para minimizar os investimentos e maximizar os ganhos.

“Queremos igualmente incentivar a banca nacional a estudar formas de intervir neste processo, abrindo linhas de crédito de apoio aos empresários moçambicanos que manifestem interesse em fazer negócios no âmbito da implementação deste projecto”, apelou.

Para finalizar, Filipe  Nyusi encorajou a Anadarko a melhorar a abordagem e os processos de conteúdo local, visando aumentar os gastos locais e a participação no desenvolvimento de empresas nacionais. Nyusi apelou a Anadarko a estimular parcerias com empresas moçambicanos e fazer a transferência de competências e tecnologias por forma a adjudicar concursos complexos a empresas nacionais que sejam geridas por moçambicanos.

O Chefe do Estado disse estar disponível para apoiar o projecto. “Reitero a minha disponibilidade para viabilizar o projecto da Anadarko para clientes fiáveis para o nosso gás produzido na nossa empresa", sublinhou.

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique