Sancionados seis antigos gestores do extinto Nosso Banco

Sancionados seis antigos gestores do extinto Nosso Banco

Seis antigos membros do Conselho de Administração do extinto Nosso Banco foram sancionados com multas no valor de 500 mil meticais cada e estão proibidos, por um período de três anos, de exercer cargos sociais e de gestão em instituições de crédito e sociedades financeiras, segundo um comunicado do Banco de Moçambique divulgado esta quinta-feira. Trata-se de Adelino Buque, Mariano Matsinha, Francisco Mazoio, Tomás Sando, Mussa Tembe  e Jaime Mutolo, à data dos factos membros executivos e não executivos do Nosso Banco.

O Nosso Banco, SA, foi encerrado por ordens do Banco de Moçambique em Novembro de 2016, devido à falta de capitalização, de uma estrutura económico-financeira sustentável e a graves problemas de liquidez e de gestão.

O extinto banco era detido maioritariamente pelo Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), com 77.2%, e pela empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM), com 15.1%.

À data da sua dissolução e liquidação, o Nosso Banco era liderado por João Loureiro, um antigo quadro do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

 

N/0

Nome

Valor da multa

Inibição

1

Adelino Magomanhane Buque

500.000.00

3 anos

2

Mariano de Araújo Matsinha

500.000.00

3 anos

3

Francisco Mazoio

500.000.00

3 anos

4

Tomás Roque Sando

500.000.00

3 anos

5

Mussa Bachir Tembe

500.000.00

3 anos

6

Jaime Fernando Mutolo

500.000.00

3 anos

Fonte: Banco de Moçambique

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique